Corinthians eterniza camisa de Wlamir Marques em retorno ao Parque São Jorge

Equipe de basquete participa de homenagem ao ídolo

Relacionadas

O Corinthians voltou para casa nesta quinta-feira e venceu o Brusque por 97 a 46. A equipe de basquete alvinegra estava há mais de 22 anos sem entrar me quadra no Ginásio Wlamir Marques. Mas, a vitória, foi um mero detalhe para os corintianos que acompanharam a partida.

+ Jogador do Celtics sofre queda assustadora em enterrada; assista

+ Michele Roberts, a mulher que lidera mais de 400 jogadores da NBA

+ FERA DO PASSADO: Hortência, uma das maiores jogadoras que o Brasil já teve

O que mais chamou atenção foi a homenagem feita para Wlamir Marques, que já tem sua marca registrada no nome do ginásio. Agora, o clube alvinegro eternizou a camisa número 5 do ídolo que, marcando presença no local, não conteve a emoção ao falar sobre o momento: "Foi uma noite de esplendor. São Jorge viu e adorou. Da minha parte me faltam palavras para agradecer as tantas homenagens, realmente sou um cara escolhido por Deus, ali naquele ginásio meu peito pulsa amor e felicidade. Sinto que ali ainda sou alguém", disse o ex-jogador em entrevista ao globoesporte.com.

"Infelizmente para os futuros atletas, aquela camisa de número 5 foi eternizada, ninguém mais poderá vesti-la, a última me foi ofertada. Premio maravilhoso, símbolo de amor e paixão por um passado glorioso. Sei que voltarei lá outras vezes. Se Deus me ajudar, estarei sempre muito próximo dos grandes amigos de fé" completou.

Nascido em 1937 e jogando basquete desde os dez anos de idade, Wlamir marcou a história da modalide no Brasil. Aos 25 anos defendeu a camisa do Corinthians, foi dez vezes campeão paulista e vestindo a amarelinha da seleção brasileira garantiu o bronze nos Jogos Olímpicos de Roma 1960 e Tóquio 1964. Ele também foi campeão mundial com o Brasil em 1959, 1963 e 1970, além da prata em 1954. 

MAIS SOBRE:

basquete Corinthians Wlamir Marques
Comentários