Ex-astro da NBA se recusa a jogar com gays: 'Iria tomar banho do outro lado da rua'

Não é a primeira vez que Amar'e Stoudemire critica os homossexuais

Relacionadas

Amar'e Stoudemire foi um dos grandes pivôs de sua geração na NBA e formou, ao lado de Steve Nash no Phoenix Suns, uma das grandes duplas da liga no início dos anos 2000. Já veterano, o atleta, que também passou pelo New York Knicks, atualmente joga em Israel e entrou em uma polêmica, digamos, desnecessária.

"Se eu jogasse com gays, eu iria tomar banho do outro lado da rua, garantir que minhas roupas fiquem por perto. E, para ir até o ginásio, eu usaria um caminho diferente", disse o pivô, em entrevista ao portal israelense Walla Sport. Questionado se aquilo era algum tipo de piada, Stoudemire foi enfática: "Quero dizer, sempre há verdade dentro de uma brincadeira."

Essa não é a primeira vez que o atleta se envolve em polêmica com homossexuais. Em 2012, quando ainda estava na NBA, ele foi multado em US$ 50 mil por publicar no Twitter uma mensagem xingando os gays. Na época, porém, ele se desculpou e negou sua intenção em ofender outras pessoas: "Sou um grande apoiador dos direitos civis para as pessoas. Estou decepcionado comigo mesmo pelo que disse ao fã. Deveria ter pensado melhor e não há desculpa".

MAIS SOBRE:

BasqueteNBAPhoenix SunsNew York KnicksIsraelTwitterBasquete
Comentários