Goleiro do United no Mundial de 99 admite: 'Palmeiras merecia o título'

Mark Bosnich demonstra empatia com Marcos e relembra alívio ao ver que gol de Alex fora (mal-)anulado

Relacionadas

Mark Bosnich fez um dos grandes jogos de sua carreira futebolística em 30 de novembro de 1999, quando o Palmeiras enfrentou o Manchester United na Copa Intercontinental, jogo entre o campeão da Libertadores e o da Liga dos Campeões que na época era considerado o Mundial de Clubes. 20 anos depois, o ex-jogador, hoje comentarista da TV australiana, relembrou o jogo e afirmou que o time alviverde merecia ter vencido, durante entrevista à ESPN.

"Para ser brutalmente honesto, o Palmeiras mereceu vencer aquele jogo. Mas o que a gente tinha no United era um espírito de luta fantástico, um pensamento de nunca se render. Eu tive muita sorte naquela noite, nossa defesa jogou muito bem e nós tivemos um chute a gol em 90 minutos, mas conseguimos ganhar. Antes dessa entrevista, eu fui até conferir as estatísticas para ver se tinha sido isso mesmo e é incrível: nós chutamos uma única bola no gol! O Manchester finalizou oito no total, enquanto o Palmeiras chutou 15!", rememorou Bosnich, que assumiu a meta do clube após a saída de Peter Schmeichel no meio daquele ano.

O ex-atleta também demonstrou empatia com Marcos, arqueiro alviverde que falhou no único tento da partida. "Fiquei com muita dó dele naquele dia. Já passei por aquela situação muitas vezes, e penso que ele não tinha o que fazer. Era um cruzamento aparentemente inofensivo. O Giggs colocou força demais na bola e ela foi muito alta, por isso o Marcos acabou errando na hora de calcular a saída. E nem ele e nem toda a defesa do Palmeiras perceberam que o Roy Keane estava aparecendo livre no segundo pau. Foi uma falha geral, não só do Marcos", analisou.

Em outro momento da entrevista, o comentarista relembrou a tensão quando um gol alviverde, anotado por Alex, foi mal-anulado por impedimento. "Eu sou católico, então, quando olhei e vi que o bandeira tinha marcado impedimento, fiz isso um sinal da cruz e agradeci a Deus. E ainda bem que não tinha VAR! Até estava pensando nisso outro dia quando me lembrei do jogo: 'Jesus Cristo, se já tivesse VAR, o gol do Alex teria valido'", comentou.

Na entrevista, Bosnich também afirmou que, apesar do costumeiro desdém dos times ingleses pelo Mundial de Clubes, que a conquista foi importante para o Manchester United, por ter sido o primeiro inglês a vencê-lo. O ex-goleiro também relatou que o técnico Alex Ferguson deu uma bronca no time no intervalo, já que, apesar de estar em vantagem no placar, o Palmeiras 'massacrava'. No final, o título acabou indo mesmo para a Inglaterra.

MAIS SOBRE:

futebolPalmeirasManchester United Football ClubMundial de ClubesMark Bosnich
Comentários