Jimmy Butler improvisa cafeteria na bolha da NBA e cobra R$ 108 por xícara

Jogador do Miami Heat explica que preço é alto por ser o único no local e porque os os outros atletas podem pagar

Relacionadas

Jimmy Butler, estrela do Miami Heat na NBA, demonstrou espírito empreendedor enquanto está isolado com seus colegas de equipe e adversários em uma 'bolha' da liga de basquete na Disney, em Orlando, na Flórida. O atleta começou a vender café, pelo 'módico' preço de 20 dólares (R$ 108).

O jogador levou uma prensa de café e outros insumos para preparar a bebida e abriu uma cafeteria no local. Todas as xícaras, sejam pequenas, médias ou grandes, custam o mesmo valor. O próprio atleta do Heat revelou o empreendimento para a repórter Rachel Nichols, da ESPN.

"Estou trabalhando minhas habilidades com o café. Depois da minha carreira, vou abrir minha cafeteria. No momento, estou cobrando US$ 20 a xícara. Então, se você quiser, venha", relatou Butler, fazendo um convite à jornalista.

Butler utilizou a lei da oferta e da demanda e o fato de possuir um monopólio para determinar o preço alto a ser cobrado. "Você não consegue café em lugar nenhum aqui. Então, posso aumentar para US$ 30 (R$ 163) a xícara, depende. As pessoas aqui podem pagar. Portanto, não tem ninguém reclamando", comentou.

O Miami Heat se classificou para os playoffs da NBA em quinto lugar na conferência Leste. Na primeira rodada, a equipe enfrentará o Indiana Pacers, sendo que o primeiro jogo da série será na próxima terça-feira, às 17h (horário de Brasília). Quem passar, enfrentará Milwaukee Bucks ou Orlando Magic na semifinal da conferência.

MAIS SOBRE:

basqueteJimmy ButlercaféMiami Heat
Comentários