Kawhi é vetado de cafeterias em Los Angeles e bar de striptease em Toronto

Nem todo mundo está feliz com o acerto do ala com o Clippers

Relacionadas

Como era de se esperar, nem todo mundo está feliz com o acerto de Kawhi Leonard. A decepção da não renovação saiu de Toronto e atravessou os Estados Unidos até a própria Califórnia, onde o atleta atuará pelo Los Angeles Clippers. Na cidade, no entanto, a maioria do público torce para o Lakers.

No dia em que o atleta foi anunciado oficialmente por seu novo time, Kawhi está sendo repreendido por alguns comerciantes que consideram que o atleta desprezou o Lakers ao fechar com o Clippers. 

Esse é o caso da famosa cadeia de cafeterias da cidade, o Alfred Coffe, que decidiu declarar Leonard persona "non grata" através de uma declaração em que afirmam que têm "o direito de recusar-se a servir Kawhi Leonard, Paul George ou qualquer outra pessoa afiliada à organização Clippers".

Na época em que Kawhi estava decidindo seu futuro, inúmeros comerciantes ofereceram bebida e comida de graça para que o ala permanecesse no Raptors. Um adesivo chegou a ser criado para sinalizar que ali Kawhi Leonard teria passe livre. 

Mas a campanha não chegou a se concretizar e, pior que isso, já tem estabelecimento retirando seus antigos direitos. É o caso do Zanzibar, como conta o jornal espanhol Marca, um bar de striptease que oferecia de graça danças a todos os membros da franquia dos Raptors. "Sem mais dança no colo de Kawhi Leonard", anunciaram na placa em frente ao local. 

MAIS SOBRE:

basqueteKawhi LeonardLos Angeles Clippers
Comentários