Kyrie Irving assina camisa salva de incêndio por torcedor dos Nets

História de Fahad Saleem sensibiliza franquia de Brooklyn, que decide presentear jovem com dedicatória do ídolo

Relacionadas

A idolatria vai além das quadras e transpõe a barreira do esporte. Um torcedor do Brooklyn Nets tinha de tudo para se sentir melancólico após um incêndio acabar com praticamente sua casa toda. Mas, uma camisa do time da NBA se salvou em meio às chamas e o artefato acabou sendo assinado por Kyrie Irving, astro da equipe.

A camisa 11 dos Nets passou a ter um significado especial para Fahad Saleem, de 18 anos. Sua casa pegou fogo no início de março, mas a regata do time de Brooklyn foi a única coisa que se salvou do incidente. Em uma entrevista recente, o jovem disse que no momento da tragédia estava em aula quando recebeu uma ligação de vizinhos que mostraram caminhões de bombeiros cercando sua casa.

Saleem rapidamente deixou a escola, pegou o metrô e, quando chegou no local, encontrou sua casa completamente tomada pelas chamas. Eventualmente, quando a situação foi controlada, ele foi capaz de entrar em seu quarto e encontrou a única coisa que sobreviveu ao fogo: a camisa de Kyrie Irving.

O jovem tinha outra regata dos Nets: a de Spencer Dinwiddie, primeira camisa que comprou com seu próprio dinheiro e que foi completamente destruída pelas chamas. "Isso foi louco", disse Saleem. "Eu não podia acreditar nisso. Eu estava tipo 'Meu Deus do céu'. Os bombeiros acharam que eu estava ferido, mas eu estava em choque de que a camisa estava pendurada ali", declarou. Então, o estudante tirou uma foto e a postou em suas redes sociais.

Depois do incêndio, sua família foi obrigada a viver duas semanas e meia em um hotel. Poucos dias depois da tragédia, Saleem visitou o Barclays Center e viu o Brooklyn Nets vencer o San Antonio Spurs por 19 pontos de diferença no dia 6 de março. "Essa noite foi algo que eu estava precisando", declarou.

Durante a partida, responsáveis dos Nets entraram em contato com o rapaz e um funcionário foi ao seu encontro nas arquibancadas. Depois do duelo, Saleem e os quatro amigos que o acompanhavam desceram até a quadra e conheceram Dinwiddie. O estudante levou sua camisa chamuscada e conseguiu deixa-la com a equipe de relações públicas da franquia para ser assinada pelo ídolo. Kyrie, infelizmente, não estava no jogo porque havia sido submetido recentemente a uma cirurgia no ombro. Spender Dinwiddie fez questão de aturografar uma camisa novinha em folha para Saleem no encontro à beira da quadra.

Semanas depois da aventura na arena de Brooklyn, o estudante recebeu um pacote com a sua mesma camisa número 11 chamuscada que Irving tinha assinado: "Para quem muito é dado, é necessário ainda mais", escreveu Irving. "Com paz e amor, todos nós podemos nos curar dos eventos inesperados da vida. Estou agradecido por você estar bem. Seu amigo, Kyrie."

MAIS SOBRE:

basqueteNBA [National Basketball Association]Brooklyn NetsKyrie Irving
Comentários