Leandrinho e Guerrinha explicam o 'Fator Individual do Basquete'

Jogador e treinador abordam temas presentes na série 'The Last Dance'

Relacionadas

O jogador Leandrinho, campeão da NBA com o Golden State Warriors, e Jorge Guerra, treinador do Mogi Basquete, comentaram sobre o “Fator Individual Do Basquete”. Ambos comentaram sobre temas presentes na série documental “The Last Dance”, da Netflix, que explora, dentre inúmeros fatores, a personalidade individualista de Michael Jordan.

 O Chicago Bulls jogava em função do atleta e isso não era um problema, por mais que o basquete seja um esporte extremamente coletivo. Segundo Leandrinho, a individualidade de determinados jogadores colabora para o sucesso do grupo.

"Acredito que ele (atleta) pode ser individual ou não. Muitas vezes pensamos de forma individual. A individualidade do atleta acaba sendo envolvida entre o grupo. Joguei com Curry e com Klay Thompson. Os dois são muito individualistas, mas o grupo trabalhava para que eles pudessem ser individualistas. A individualidade deles colaborava com o nosso grupo, então, acaba sendo uma coisa coletiva”, disse o jogador, em entrevista ao site da empresa BetWay.

Outro tema abordado na série foi a questão psicológica dentro das quadras. Jordan cobrava o bom desempenho de seus companheiros de equipe, assim como desestabilizava seus adversários.

“A nível doméstico, em competições nacionais, como todos se conhecem e temos uma cultura latina, não existe esse tipo de provocação. Existe um desafio, o contato e o ‘querer’. Não é tudo amigável. Mas esses tipos de provocações dão mais certo na NBA, pelo jeito americano. Tanto que, quando eles dão enterradas, provocam o adversário, já sai briga”, explicou Guerra, que afirmou que a nível de seleção essas provocações acontecem. 

MAIS SOBRE:

basqueteLeandrinho
Comentários