Pivô dos Bulls agride dois rivais a 38s do fim do jogo, gera briga e é expulso

Robin Lopez se exaltou no final da derrota da equipe de Chicago para o Charlotte Hornets fora de casa

A derrota do Chicago Bulls para o Charlotte Hornets na noite desta sexta-feira poderá ser mais prejudicial à ex-equipe do astro Michael Jordan do que o esperado. Não só porque o maior jogador da história da NBA é o dono da equipe vencedora, mas porque uma briga nos segundos finais do confronto pode impor sanções a dois atletas do time, Robin Lopez e Taj Gibson.

O primeiro, inclusive, foi o responsável por iniciar a discussão que quase foi às vias de fato. A 40 segundos do final da partida, com o resultado quase decidido e o placar de 98 a 89 para o time da casa, Lopez estava na quadra de defesa e levantou os dois braços com os cotovelos altos, na intenção de acertar dois marcadores próximos a ele em um lance que estava já em baixa velocidade por conta do fim do jogo.

Os jogadores do Hornets não gostaram da agressão e foram para cima do pivô. Gibson, por sua vez, tomou as dores e respondeu à briga. Mais nervosos que os rivais, os dois atletas dos Bulls foram expulsos do jogo e poderão sofrer sanções financeiras ou até suspensões das próximas partidas. A partida terminou 103 a 91 para os Hornets.

 

MAIS SOBRE:

BasqueteChicago BullsNBA
Comentários