A permanência de Mina no Barcelona depende da mulher de Coutinho; entenda

A chegada de Arthur fará com que o número de jogadores extra-comunitários seja extrapolado

Relacionadas

A permanência do colombiano Yerry Mina no Barcelona depende da mulher de Philippe Coutinho, a Aine Coutinho. De acordo com o jornal espanhol Sport, a chegada de Arthur pode levar a saída de um membro do time, isso se uma solução não puder ser encontrada antes. O motivo? A ida do meio-campista do Grêmio fará com que o número de jogadores extra-comunitários seja extrapolado.

Mito: Não existe figurinha difícil ou carimbada no álbum, garante Panini

Galvão discorda de Tite, para ele as ausências de Diego e Luan são 'inexplicáveis'

Aos 40 anos, Drogba anuncia aposentadoria no final da temporada

Com poucas chances no time titular até agora, o zagueiro seria o primeiro jogador a ser liberado pela equipe. No entanto, existe uma chance e ela envolve Philippe Coutinho virar português. Com dupla nacionalidade, brasileira e portuguesa, Aine possibilita que o meia brasileiro também tire o passaporte europeu - uma vez que já são casados há mais de três anos.

Entretanto, Coutinho terá de esperar até janeiro de 2019, que a data que sairá o passaporte. Para a sorte de Mina, Arthur só chegará no início do próximo ano: o jogador vai terminar essa temporada atuando pelo Grêmio. 

Até aqui, Mina atuou em apenas três partidas com a camisa do Barcelona: uma pelo Campeonato Espanhol, uma pela Copa do Rei da Espanha e outra pela Supercopa da Catalunha. Ele foi comprado do Palmeiras por 12 milhões de euros (cerca de R$ 48 milhões).

MAIS SOBRE:

futebol Yerry Mina Barcelona [Futbol Club Barcelona] Philippe Coutinho passaporte [documento de viagem]
Comentários