Alemanha pede perdão à Suécia por comemoração no banco de reservas

Técnico da seleção sueca chegou a dizer que fizeram gestos provocativos para comemorar a vitória

Após a vitória da Alemanha por 2 a 1 sobre a Suécia neste sábado, pela Copa do Mundo da Rússia, o técnico da seleção sueca, Janne Andersson, reclamou da comemoração no banco de reservas nos minutos finais da partida. 

+ Mãe de CR7 revela cobrança após más atuações: 'hoje não jogou nada, Ronaldo'

+ Que saudade do meu ex... Mina faz golaço na Copa e palmeirenses reagem

+ Pai de Neymar pede aos 'parças' fim de discussões em redes sociais

"Foi uma partida cheia de emoção. Ao final, os gestos e reações do nosso corpo técnico para os suecos foram emotivos demais. Não é o nosso comportamento habitual", escreveu a seleção da Alemanha em sua conta do Twitter. A mensagem terminou com um "Ursäkta", que significa perdão em sueco.

Após o duelo em Sochi,  Andersson ficou irritado com a forma como alguns membros da equipe técnica e jogadores comemoraram a vitória, que veio com um gol de falta de Tony Kroos no último minuto dos acréscimos.  Ele chegou a afirmar fizeram gestos provocativos.

"Muitos dos que estávamos no banco ficamos irritados. Tínhamos lutado durante 95 minutos e quando apitam o final da partida o elegante é apertar as mãos e ir embora", disse Andersson.

 

MAIS SOBRE:

FutebolCopa do Mundo Rússia 2018 [futebol]seleção alemã masculina de futebolseleção sueca masculina de futebolfutebol
Comentários