Amanda Nunes e Jhenny Andrade são premiadas no 'Oscar do MMA'

Brasileiras levaram os troféus de melhor lutadora e melhor ring girl de 2016, respectivamente

Relacionadas

Uma vitória por decisão unânime, outra por finalização, que lhe garantiu o título dos galos femininos do UFC, e a última por nocaute, que a manteve no topo da categoria. O ano de 2016 de Amanda Nunes não poderia ter sido melhor. E a temporada inesquecível foi recompensada mais uma vez, agora com o prêmio de melhor lutadora do mundo no ano passado, pelo World MMA Awards 2017, considerada o "Oscar do MMA" e promovido pela revista britânica Fighter Only. Chris Cyborg, vencedora da categoria em 2009 e 2010, estava entre as indicadas neste ano. 

Outra brasileira premiada em Las Vegas foi Jhenny Andrade, eleita a melhor ring-girl do ano. "Brasil, isso é pra vocês! Estou muito feliz! Vou levar esse troféu para (o UFC) Fortaleza para celebrar com vocês!", agradeceu a modelo no palco. 

O troféu de melhor lutador do ano foi para Conor McGregor, que, em 2016, se tornou o primeiro da história a defender dois cinturões do UFC simultaneamente. O irlandês também esteve envolvido em outro prêmio, mas este de forma negativa, já que o mata-leão de Nate Diaz sobre ele foi eleita a melhor finalização da temporada. 

 

VENCEDORES DO WORLD MMA AWARDS 2017

Melhor lutador do ano: Conor McGregor

Melhor lutadora do ano: Amanda Nunes

Lutador revelação do ano: Cody Garbrandt

Melhor lutador internacional do ano: Khabib Nurmagomedov

Melhor luta do ano: Cub Swanson contra Doo Ho Choi (UFC 206)

Melhor nocaute do ano: Michael Page (contra Chris ‘Cyborg’ Santos, Bellator 158)

Melhor finalização do ano: Nate Diaz (contra Conor McGregor, UFC 196)

Melhor virada do ano: Miesha Tate (contra Holly Holm, UFC 196)

Zebra do ano: Michael Bisping (contra Luke Rockhold, UFC 199)

Melhor técnico ano: John Kavanagh

Melhor treinador do ano: Mike Dolce (nutricionista)

Melhor academia do ano: American Top Team

Melhor árbitro do ano: John McCarthy

Melhor Ring girl do ano: Jhenny Andrade

Melhor executivo do ano: Dana White

Melhor promoção do ano: UFC

Melhor personalidade do ano: Joe Rogan

Melhor analista do ano: Dominick Cruz

Melhor programa de MMA do ano: The Ultimate Fighter

Melhor fonte de mídia do ano: MMA Fighting

Melhor jornalista do ano: Ariel Helwani

Melhor marca de roupas e equipamentos de MMA do ano: Venum

 

MAIS SOBRE:

lutasmmaufcjhenny andrade
Comentários