Após críticas, Felipe Melo explica foto de filho com Gabigol

Luke posou com o atacante do Flamengo horas antes da partida contra o Palmeiras, no domingo

Relacionadas

Felipe Melo, do Palmeiras, precisou explicar para os torcedores o motivo da foto publicada por Gabigol, do Flamengo, ao lado do seu filho no último domingo. Na imagem, Luke aparece posando com o atacante rubro-negro horas antes da partida entre as equipes.

Em sua conta nas redes sociais, Felipe Melo explicou que é uma "tremenda mentira" a notícia de que seu filho teria ido ao hotel do Flamengo para ver Gabigol. "Meus filhos foram ao hotel para ver o Carlão, amigo que conheci quando jogava no Flamengo. Carlão é da família, a ponto de tê-lo tatuado no peito. O Gabriel, com quem joguei junto, que tem meu total respeito, passou, viu meu irmão e foi lá, educado como é, falar com meus filhos, como eu faria com os dele",  escreveu o jogador do Palmeiras.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Para acabar com esta história de que meu filho foi ao hotel do Flamengo fazer foto com o Gabigol, vou esclarecer. Isso é uma tremenda mentira. Meus filhos foram ao hotel para ver o Carlão, amigo que conheci quando jogava no Flamengo. Carlão é da família, a ponto de tê-lo tatuado no peito. O Gabriel, com quem joguei junto, que tem meu total respeito, passou, viu meu irmão e foi lá, educado como é, falar com meus filhos, como eu faria com os dele. Perguntou se o Luke era o mais novinho, por que ele era muito pequeno na época da Inter, e chamou o Luke para fazer uma foto para me mandar e postou. E ele ter postado não ofende ninguém e nem instituição nenhuma. Nem a do Palmeiras, nem a do Flamengo. Dentro de campo, a história é outra. Se ele tiver que me driblar, vai fazer. Se eu tiver que chegar junto, vou chegar. Mas fora, nos respeitamos muito e isso não é ofensa. Isso é futebol. Futebol se joga dentro das quatro linhas. Mas alguns torcedores que me detonaram nas midias sociais. Gostaria que soubessem que enquanto rolava a polêmica sobre a foto do meu filho (uma criança), eu estava tratando a panturrilha, na concentração, para entrar em campo e defender o Palmeiras. Com a competição no fim, poderia me poupar nesta reta final, mas comigo não tem essa e nunca vai ter. Pelo Palmeiras brigo, jogo, luto e sempre me entrego, de corpo e alma e vou continuar fazendo tudo isso. Desde que me apresentei, sempre honrei o clube, o nome Palmeiras e sua torcida e sempre farei isso, independentemente de estar vestindo essa camisa, ou não. Na verdade, estou escrevendo tudo que sempre demonstrei com minhas ações. Aprendi a amar este clube e esta torcida. #avantipalestra #palmeiras #gratidao #RespeitoSempre #Jesuscristomeurefugio

Uma publicação compartilhada por felipe (@felipemelo) em

Felipe Melo ainda comentou sobre o fato de Gabigol ter publicado a foto ao lado do seu filho. "Ele ter postado não ofende ninguém e nem instituição nenhuma. Nem a do Palmeiras, nem a do Flamengo. Dentro de campo, a história é outra. Se ele tiver que me driblar, vai fazer. Se eu tiver que chegar junto, vou chegar. Mas fora, nos respeitamos muito e isso não é ofensa. Isso é futebol. Futebol se joga dentro das quatro linhas", afirmou.

Em campo, o Flamengo derrotou o Palmeiras por 3 a 1 no Allianz Parque. Os gols do time carioca foram marcados por Gabigol e Arrascaeta. Matheus Fernandes anotou para a equipe paulista. Após o jogo, Mano Menezes foi demitido.

Confira o texto publicado por Felipe Melo na íntegra:

Para acabar com esta história de que meu filho foi ao hotel do Flamengo fazer foto com o Gabigol, vou esclarecer. Isso é uma tremenda mentira.

Meus filhos foram ao hotel para ver o Carlão, amigo que conheci quando jogava no Flamengo. Carlão é da família, a ponto de tê-lo tatuado no peito. O Gabriel, com quem joguei junto, que tem meu total respeito, passou, viu meu irmão e foi lá, educado como é, falar com meus filhos, como eu faria com os dele. Perguntou se o Luke era o mais novinho, por que ele era muito pequeno na época da Inter, e chamou o Luke para fazer uma foto para me mandar e postou.

E ele ter postado não ofende ninguém e nem instituição nenhuma. Nem a do Palmeiras, nem a do Flamengo. Dentro de campo, a história é outra. Se ele tiver que me driblar, vai fazer. Se eu tiver que chegar junto, vou chegar. Mas fora, nos respeitamos muito e isso não é ofensa. Isso é futebol. Futebol se joga dentro das quatro linhas.

Mas alguns torcedores que me detonaram nas midias sociais. Gostaria que soubessem que enquanto rolava a polêmica sobre a foto do meu filho (uma criança), eu estava tratando a panturrilha, na concentração, para entrar em campo e defender o Palmeiras. Com a competição no fim, poderia me poupar nesta reta final, mas comigo não tem essa e nunca vai ter.

Pelo Palmeiras brigo, jogo, luto e sempre me entrego, de corpo e alma e vou continuar fazendo tudo isso.

Desde que me apresentei, sempre honrei o clube, o nome Palmeiras e sua torcida e sempre farei isso, independentemente de estar vestindo essa camisa, ou não. Na verdade, estou escrevendo tudo que sempre demonstrei com minhas ações. Aprendi a amar este clube e esta torcida.

 

MAIS SOBRE:

futebolFelipe MeloPalmeirasGabigolFlamengo
Comentários