Após goleiro se recusar a sair, torcedores brincam com clima no vestiário do Chelsea

Kepa Arrizabalaga se negou a deixar o campo na derrota do Chelsea para o Manchester City pela taça da Liga Inglesa

Relacionadas

Uma polêmica tomou conta da Inglaterra durante a vitória do Manchester City sobre o Chelsea. O duelo deste domingo que deu o título da Copa da Liga Inglesa ao time comandado por Josep Guardiola foi decidido nos pênaltis, já que o empate sem gols persistiu tanto no tempo normal quanto na prorrogação.

Conhecido por ser bom pegador de pênaltis, o goleiro Caballero foi chamado por Maurizio Sarri, técnico do Chelsea, para substituir Kepa Arrizabalaga quando a prorrogação já estava prestes a acabar. No entanto, o espanhol titular que tinha reclamado de dores no joelho se recusou a sair e dar lugar para o argentino.

O goleiro reserva já estava na beirada do campo, se aquecendo, com as luvas postas e aguardando o seu companheiro de equipe sair para poder entrar. O árbitro da lateral de campo estava com a placa preparada para anunciar a substituição quando percebe, pelos insistentes movimentos fazendo 'não' com a mão, que Kepa não sairia.

A insubordinação do goleiro espanhol atrapalhou o fim da prorrogação e não deu resultado, já que ele só conseguiu defender uma cobrança. Sarri ficou extremamente irritado e chegou a ameaçar até ir embora. Depois do jogo, o treinador italiano afirmou que tudo não passou de uma confusão. "Foi um grande mal-entendido. Entendi que o goleiro tinha cãibra e não conseguia ir para os pênaltis", afirmou Sarri, cada vez mais ameaçado no cargo. "Só percebi o que estava acontecendo quando o médico chegou ao banco", completou.

 

MAIS SOBRE:

futebolMaurizio SarriJosep GuardiolaChelseaManchester City Football ClubCopa da Liga Inglesa
Comentários