Após morte do filho, torcedor do Arsenal recebe carta de Theo Walcott

Com o mesmo nome do garoto, o jogador expressou solidariedade ao casal

Recentemente, Edward Herdman e sua mulher, Emma, passaram um período muito difícil, com a morte do filho mais novo do casal, Theodore. Em meio ao luto, o torcedor foi surpreendido por uma correspondência com o remetente do seu time do coração, o Arsenal. Dentro do pacote, havia um folheto e uma carta de solidariedade escrita por ninguém menos que Theo Walcott, um dos principais jogadores da equipe e quem inspirou o nome do menino. 

Relacionadas

"Quando eu vi a carta pela primeira vez fiquei impressionado e chocado", contou Herdman ao FERA. "Em nenhum momento esperava isso." 

 

 

Nascido na Inglaterra, Edward e seus pais se mudaram para os Estados Unidos há dez anos. E foi justamente seu pai que entrou em contato com o clube. "Ele tem contato com algumas pessoas do Arsenal. Eventualmente, uma delas conhecia Walcott e avisou meu pai que ele entraria em contato. Theo soube da história e nos escreveu", explicou. 

"Caros Emma e Edward, é com grande tristeza que soube recentemente do falecimento do filho de vocês. Em nome de todos do Arsenal, demonstramos nossas mais sinceras condolências. Como pai de duas crianças, não posso começar a imaginar o que vocês devem estar passando. Meu coração está com vocês e todas as pessoas próximas", escreveu Walcott, lembrando seus filhos Finley, de três anos, e Arlo, de dez meses. 

 

 

E continuou: "Sei que os sentimentos que têm por Theo irá continuar com todos para sempre, e sejam orgulhosos de serem os pais amorosos dessa criança maravilhosa. Me sinto honrado de saber que eu tive uma influência na escolha do nome do filho de vocês. Isso é emocionante para mim". 

"Continuem fortes e se mantenham orgulhosos de vocês. Tenho enorme admiração por ambos. Desejando o melhor, Theo Walcott", concluiu. 

Edward revelou que, antes mesmo da carta, Walcott já era um dos seus jogadores preferidos. "Eu o amo porque ele tem sido fiel ao clube por tanto anos, uma coisa muito difícil de se encontrar em um jogador atualmente." 

 

 

Antes de se mudar, Herdman costumava acompanhar o Arsenal das arquibancadas, no antigo Highbury. No entanto, ele ainda não pôde retornar a Londres desde que passou a morar nos Estados Unidos e ainda não conhece o Emirates Stadium. 

Além do pequeno Theo, Edward e Emma também são pais de Sophia, de apenas quatro anos. 

MAIS SOBRE:

futeboltheo walcottArsenal
Comentários