Após polêmica com torcida, Coritiba detona rival: 'Pathetico'

Clube estampa a frase 'Torcida humana, ideia pathetica' no uniforme do elenco

Relacionadas

Depois de pedir W.O. no clássico com o Athletico-PR e ter sua solicitação negada, o Coritiba resolveu protestar dentro e fora dos gramados nesta quarta-feira. Com a frase "Torcida humana, ideia pathetica", o clube provocou o rival e deixou claro o seu descontentamento com a decisão do Tribunal de Justiça Desportiva do Paraná (TJD-PR) em confirmar a partida.

"Hoje é dia de um clássico que já levantou muitos torcedores. Hoje, graças a um dirigente pathetico, eles só vão se levantar para ligar o computador para assistir ao jogo. Uma partida com história, mas sem torcida. Mais um triste capítulo do time que parece patrimônio de família", escreveu o Coritiba nas redes sociais.

Além da publicação realizada no Twitter, o clube estampou as frases "Torcida humana, ideia pathetica" e "Torcida humana: mais uma falácia" na camisa usada pelo elenco durante o jogo realizado nesta quarta-feira.

O clima entre os clubes esquentou antes mesmo de a bola rolar. O jogo ficou indefinido desde que o TJD-PR determinou que o Athletico-PR não aplicasse a política de torcida única e iniciasse a venda de ingressos para o setor visitante na última terça-feira - pedido que não foi cumprido pelo clube.

Diante da negativa do Athletico-PR, o Coritiba entrou com a ação pedindo W.O. e a suspensão do presidente do clube rival. Além disso, a procuradoria chegou a solicitar o jogo com portões fechados. Mas o TJD-PR negou todos os pedidos e autorizou a partida normalmente.

A decisão do TJD-PR foi dada após um parecer da Federação Paranaense de Futebol (FPF). A entidade se posicionou informando que não há previsão no regulamento para W.O., portões fechados ou interdição da Baixada, como queria o Coritiba e a procuradoria. O caso ainda será julgado no dia 7 de fevereiro.

MAIS SOBRE:

futebolCoritibaAtlético ParanaenseCoritiba Futebol Clube
Comentários