Após receber prêmio Bola de Ouro, jogadora é questionada se sabe rebolar

A norueguesa Ada Hegerberg venceu a primeira edição da categoria feminina do prêmio

Relacionadas

Segunda-feira foi o dia de premiações no mundo do futebol. Na entrega dos troféus feita pela revista francesa France Football, um fato chamou a atenção dos internautas: a premiação de melhor jogadora do mundo, a primeira edição da Bola de Ouro feminina. 

A atleta norueguesa Ada Hegerberg foi a vencedora. Ao ser chamada no palco, o DJ Martin Solveig, que era um dos apresentadores do evento realizado em Paris, questionou a atacante do Lyon se ela sabia como twerk, termo em inglês referente a dança usando os quadris. Sua resposta foi pragmática: "não". 

A tricampeã da Liga dos Campeões feminina riu sem jeito, aceitou o convite para dançar uma música de Frank Sinatra com o DJ e deixou o palco em seguida. Um clipe do momento exato em que ela foi questionada viralizou nas redes sociais, os internautas destacando a reação de Kylian Mbappé durante o episódio, que parece chocado.

A jogadora de 23 anos, que foi a artilheira do campeonato francês na última temporada com 31 gols e marcou 15 vezes na Liga dos Campeões, comentou o episódio. "Ele veio até mim depois e estava muito, muito triste por ter sido interpretado assim. Eu não pensei nisso naquele momento, eu não considero que tenha sofrido um assédio sexual ou qualquer coisa", afirmou.

Em uma série de tuítes, Martin também se defendeu e pediu desculpas pelo episódio. "Eu expliquei para Ada e ela me disse que entendeu que era uma piada", escreveu Solveig. "No entanto, peço desculpas a qualquer um que tenha sido ofendido", escreveu.

O tenista escocês Andy Murray postou no Instagram criticando o anfitrião por sexismo. Em cima de uma captura de tela de uma reportagem sobre os comentários, Murray escreveu: "outro exemplo do sexismo ridículo que ainda existe. Por que as mulheres ainda têm que tolerar isso? Quais perguntas eles fizeram para Mbappé e Modric?", questionou.

 

MAIS SOBRE:

FutebolFrance FootballLiga dos CampeõesKylian MbappéfutebolAda HegerbergBola de Ourofutebol feminino
Comentários