Árbitro marca pênalti bizarro após reserva tocar na bola dentro da área

Lance inusitado aconteceu em duelo da segunda divisão da Alemanha

Relacionadas

Uma cena inusitada e provavelmente inédita marcou a partida entre Holstein Kiel e Bochum, em jogo da segunda divisão da Alemanha. O árbitro marcou um pênalti após Michael Eberwein, jogador reversa do Kiel que estava aquecendo atrás da linha de fundo, encostar na bola antes de ela sair.

No lance, o atacante congolês Silvere Ganvoula finaliza sem direção, muito longe do gol e Eberwein coloca o pé na bola antes de ela terminar de cruzar a linha de fundo. A jogada tinha passado batida, mas o árbitro de vídeo revisou o lance. O juiz apresentou o cartão amarelo ao jogador e decidiu marcar o pênalti, convertido por Ganvoula.  

A regra foi alterada em 2017 e passou a ser menos branda, de modo que permite ao árbitro marcar pênalti caso um membro oficial do jogo, incluindo comissão técnica e massagistas, interfira na partida tocando na bola com ela em jogo. Antes o juiz deveria apenas marcar um tiro livre contra a equipe do jogador que cometeu a infração.

O gol sofrido a partir de uma bizarrice não fez falta para o Holstein Kiel, que conseguiu a virada, com gols de Jae-Sung e Serra, e acabou vencendo por 2 a 1.

MAIS SOBRE:

futebolarbitragem esportiva
Comentários