Arena Condá ganha mural em homenagem às vítimas da Chapecoense

Com o título 'Para Sempre', a pintura reproduz expressões das vítimas e sobreviventes do voo da Lamia

Relacionadas

O artista Digo Cardoso concluiu nesta semana o mural em homenagem às vítimas do trágico voo da Chapecoense, que caiu no dia 29 novembro de 2016, causando a morte de 71 pessoas. O artista de Chapecó foi convidado a fazer um muro com todos os rostos de cada um daqueles que se foram e também dos sobreviventes no muro, de um complexo da Arena Condá.

E no próximo dia 22 um outro grande painel será inaugurado em um dos portões de entrada da Arena Condá para homenagear o time campeão da Copa Sul-Americana de 2016. A arte de Paulo Consentino representa o gol que poderia ter acontecido na partida entre Chapecoense e Atlético Nacional de Medellín, válida pela final da competição. 

+Alan Ruschel se casa e canta ao lado de outros sobreviventes da Chape

+Ouça a narração emocionada de Rafael Henzel no gol que pôs a Chape na Libertadores

Siga o Fera no Twitter!

Para o site oficial do clube, o artista disse que se sente lisonjeado em fazer a ação. "É algo único na minha vida. Poder registrar com arte um momento tão grandioso da história da Chapecoense, que foi esse título, e poder criar o “Gol Eterno”, que só pode existir na arte (...), foi um momento grandioso. Muito significativo. Muito emocionante. Passei por momentos de muita emoção durante a preparação do projeto e durante a pintura e estou muito feliz com o resultado e muito feliz pelas amizades que fiz aqui. (...) ter entregado esse mural foi um presente que eu estou dando, mas que estou recebendo também. É uma alegria imensa”, declarou o artista.

 

MAIS SOBRE:

futebolChapecó [SC]Arena CondáChapecoense
Comentários