Argentino fratura crânio e coluna por chute na cabeça enquanto marcava gol

Matías Orihuela, do Quilmes, foi atingido por Iván Furios, do Patronato; tento anotado pelo jogador foi anulado por impedimento

Relacionadas

Um jogador do Quilmes, da Argentina, teve que ser levado às pressas para o hospital após sofrer um chute muito forte na cabeça no momento em que marcava um gol, que ainda por cima foi anulado por impedimento. 

Matías Orihuela aproveitou desvio em cruzamento e, já dentro da pequena área, conseguiu se esticar para tocar para o gol. No entanto, ele foi atingido pelo zagueiro Iván Furios, do Patronato. Assim que recebeu o chute no rosto, Orihuela ficou no chão demonstrando muita dor. 

Ele foi atendido por mais de cinco minutos no gramado e foi encaminhado para um pronto socorro próximo, em uma ambulância e vestindo um colar cervical. 

Após a partida, o Quilmes anunciou em sua conta oficial no Twitter que Orihuela "sofreu traumatismo de coluna cervical e craniano, convulsão e perda de consciência. Ele foi submetido a exames de Raios X e ressonância magnética nos locais fraturados. No momento, o jogador está com muitas dores, apresenta alguns dentes e ficará internado em observação por 24 horas. 

 

 

 

 

 

 

A partida terminou em 1 a 0 para o Patronato e afundou o Quilmes na tabela. Com apenas duas partidas restantes, o clube segue na 29ª e penúltima colocação, com 23 pontos. O rival desta segunda-feira é o 23º, com 30 pontos. 

 

RESPOSTA DE ORIHUELA

Na manhã desta terça, Orihuela publicou uma foto em sua conta no Instagram, na qual colcou na legenda estar "bem, apenas um pouco dolorido". O jogador também fez longo agradecimento, citando os médicos do hospital Trinindad, onde foi atendido, aos familiares, aos companheiros e diretores do Quilmes e também a Furios, "que se preocupou em saber como estava" e que com quem manteve contato durante toda noite. 

 

 

MAIS SOBRE:

futebolcampeonato argentinopatronatoCervejaria Quilmes
Comentários