Argentinos são presos por usar troféus falsos da Copa para traficar drogas

Grupo estaria usando taças do Mundial para não levantar suspeitas durante o período da competição

Relacionadas

Um grupo de argentinos foi preso nesta sexta-feira acusado de usar troféus falsos da Copa do Mundo para traficar drogas. Chamados de "Narcos da Copa" pela imprensa local, eles foram detidos em La Matanza, Buenos Aires.

+ Lukaku marca seu 4º gol na Copa e fala sobre ídolo: 'Adriano é maior que eu'

+ Melhor que Danilo, Fagner comemora atuação: 'achei que não fosse conseguir'

+ Virou dúvida? Médico confirma lesão de Tite em comemoração de gol

A polícia encontrou oito réplicas de taças com cerca de um quilo e meio de droga cada uma. Além disso, também foram confiscados 20 quilos de maconha, 10 de cocaína, quase duas mil doses de droga de má qualidade e cerca de R$ 54,6 mil em dinheiro, de acordo com informações do Ministério de Segurança da província de Buenos Aires.

O grupo estaria usando taças do Mundial para não levantar suspeitas durante o período da competição. "Estes mercadores da morte têm uma engenhosidade interminável, mas não devemos cometer erros. Não é para admirá-los. Ao contrário, agora estão presos" disse o ministro Cristian Ritondo.

Em campo, a Argentina terá um duelo decisivo na terça-feira (26), contra a Nigéria, às 15h, válido pelo último jogo da fase de grupos da Copa do Mundo. A equipe empatou sua primeira partida contra a Islândia e foi derrotada pela Croácia, dependendo do próximo confronto para avançar no Mundial.

MAIS SOBRE:

FutebolCopa do Mundo Rússia 2018 [futebol]Argentina [América do Sul]
Comentários