Às vésperas da volta de Neymar, Cavani admite problemas com brasileiro

Uruguaio falou sobre polêmica entre os jogadores na hora da cobrança de pênaltis

Relacionadas

Depois de vários meses desde a polêmica, Edison Cavani reconheceu finalmente que teve problemas com Neymar. Muito já tinha sido falado sobre o assunto, mas o jogador uruguaio ainda não tinha dado declarações sobre o atrito que teve com o brasileiro pela preferência na hora das cobranças de pênaltis.

Entenda como o Liverpool na final da Liga dos Campeões deixa LeBron mais rico

Salah se impressiona com sósia: 'ele disse que se sente em frente a um espelho'

Clube chinês pode fazer Iniesta o 3º jogador mais bem pago do mundo

"É verdade que houve um problema neste momento com Neymar. Conversamos... Eu disse que sou o primeiro a querer que ele ganhe prêmios individuais, mas desde que coloque os objetivos coletivos na frente", relembrou.

A disputa ocorreu logo na chegada do atacante, vindo do Barcelona. O auge do atrito foi um desentendimento dentro de campo, em setembro do ano passado, em uma partida contra o Lyon. Naquela ocasião o uruguaio venceu a discussão e cobrou a penalidade, mas acabou não balançando as redes.

Outro episódio voltou a reacender a polêmica foi quando, em janeiro deste ano, Neymar não cedeu a cobrança ao uruguaio na goleada por 8 a 0 em cima do Dijon. Unai Emery, o técnico, tinha escolhido o brasileiro como batedor oficial, mas mesmo assim a torcida reprovou o ato pois Cavani poderia ter antecipado o recorde de maior goleador da história do PSG.

"Eu sou um profissional do futebol, eu não sou uma estrela. Se tenho companheiros que podem ganhar prêmios pessoais, eu vou tentar fazer o máximo, mas é preciso sempre colocar os objetivos da equipe antes", reforçou.

MAIS SOBRE:

FutebolNeymarLiga dos CampeõesParis Saint-GermainEdinson Cavani
Comentários