Vídeo: Sampdoria acusa técnico da Atalanta de agressão

Giampiero Gasperini teria batido no secretário-geral do clube

Relacionadas

O técnico da Atalanta, Giampiero Gasperini, foi acusado neste domingo pela Sampdoria de ter agredido um membro da diretoria do clube genovês. Segundo relatos, quando o treinador italiano foi expulso pelo árbitro Michael Fabbri, Gasperini teria agredido o secretário-geral da Sampdoria, Massimo Ienca, no túnel de acesso aos vestiários.

Ainda de acordo com a Sampdoria, Ienca teria caído no chão e machucado a mão após o empurrão do técnico da Atalanta. No entanto, em entrevista para a emissora Sky Sports, Gasperini negou que tenha agredido o representante do adversário.

"Eu conheço Ienca há anos do nosso tempo em Gênova e conheço sua família. Ele estava em um lugar que não deveria estar, ele obstruiu a saída, então eu levemente o empurrei para o lado e ele fez um grande teatro", contou Gasperini. 

O diretor da Sampdoria, Antonio Romei, afirmou que não houve um "teatrinho" e acrescentou que o caso foi relatado aos representantes do torneio. "Não houve um teatrinho. No final de um jogo, você aperta a mão de seus oponentes e não os bate. Houve testemunhas, eles falaram com os representantes da Liga Serie A e a justiça seguirá seu caminho. Isso não é esporte, é comportamento a ser censurado ", disse.

Em campo, a Atalanta venceu a Sampdoria por 2 a 1 no estádio Luigi Ferraris, em Gênova. O clube de Bérgamo ocupa a sétima colocação do Campeonato Italiano, com 44 pontos, e continua brigando por uma vaga na Liga Europa. A Sampdoria, por sua vez, está na nona posição, com 39 pontos.

MAIS SOBRE:

futebolSampdoriaCampeonato Italiano de Futebolagressão física
Comentários