Astros do futebol alemão são criticados por foto com presidente turco

Mesut Ozil e Ilkay Gundogan posaram para uma foto com o presidente Tayyip Erdogan

Relacionadas

A Associação de Futebol Alemã (DFB, na sigla em alemão) e vários políticos da Alemanha criticaram dois jogadores da seleção por posarem para uma foto com o presidente da Turquia, Tayyip Erdogan, cujas políticas vêm sendo alvo de repúdio na Europa.

+ Técnico do PSG diz que Neymar não é de falar muito e está cansado de mentiras

+ Polêmica: Federação Argentina cria manual para conquistar russas na Copa

+ Acidente em gravação de programa com Iniesta deixa 11 feridos na Espanha

O presidente da DFB, Reinhard Grindel, disse que sua entidade respeita a situação especial dos jogadores, Mesut Ozil e Ilkay Gundogan, que têm raízes turcas, mas que eles foram usados por Erdogan em sua campanha para as eleições do mês que vem em seu país. 

As fotos, feitas em Londres no domingo e publicadas pelo partido governista turco AK, mostram Ozil e Gundogan ao lado de Erdogan, todos os três sorridentes, e lhe dando camisas de seus times ingleses - Arsenal e Manchester City, respectivamente.

A camisa de Gundogan trazia as palavras "Com respeito por meu presidente" escritas. "O futebol e a DFB defendem valores que não são suficientemente respeitados pelo senhor Erdogan", tuitou Grindel. "Nossos jogadores não ajudaram nosso trabalho de integração." 

Erdogan é um torcedor de futebol entusiasmado que jogou no nível semiprofissional na juventude. As relações entre a União Europeia e a Turquia se deterioraram nos últimos dois anos em meio a uma onda repressiva do governo Erdogan contra supostos apoiadores de um golpe militar fracassado cometido em julho em 2016./ Reuters

MAIS SOBRE:

FutebolIlkay GundoganTurquia
Comentários