Atacante do Boca manda abraço para Carlos Gardel, que morreu há 83 anos

Jornalista se irrita e pede que jogador pergunte ao porteiro do prédio em que vive quem foi o cantor

Sebastián Villa, atacante colombiano do Boca Juniors, aparentemente não conhece muito da cultura argentina. Em entrevista à rádio Cooperativa La 770, o jogador cometeu uma gafe e mandou um abraço para o cantor de tango Carlos Gardel, ídolo dos argentinos, que morreu em 1935.

Durante a conversa, o tema se mudou do esporte para a música. O jornalista Aldo Proietto perguntou se o atleta de 22 anos conhecia Gardel, que morreu em um acidente aéreo em Medellín, cidade de origem de Villa. "“Não, nunca havia escutado falar dele, mas estou mandando um beijo muito especial e um grande abraço” foi a resposta do atleta, mandando lembranças ao musicista falecido há 83 anos.

O jornalista se irritou com a falta de conhecimento de Villa. "Pensei que não tinha entendido, mas aqui está alguém que não conhece Gardel. Agradecemos a sua disposição, mas a única parte do bate-papo que não gostei é que você não conhece Gardel. Pergunte ao seu porteiro ou à camareira do prédio quem foi ele”, indicou ao atacante.

“Perguntarei, e como já disse, vou mandar um abraço muito especial para ele”, finalizou o atleta.

Villa foi contratado pelo Boca em julho de 2017 como uma das promessas do Tolima, da Colômbia. O atacante é reserva do time, normalmente entrando no lugar de Pavón ou Zárate quando um dos dois atua mal, e tem conseguido a simpatia da imprensa local pelo bom humor.

MAIS SOBRE:

futebolBoca JuniorsSebastián VillaCarlos Gardel
Comentários