Atacante do Chievo faz elogios a Mussolini e gera polêmica na Itália

Sergio Pellissier comentou que o ditador fascista fez "coisas importantes" pelo país

Relacionadas

O atacante Sergio Pellissier, veternano do Chievo, elogiou nesta quinta-feira o ditador fascista Benito Mussolini, afirmando que o "Duce" realizou "muitas coisas bonitas" na Itália.

A opinião do jogador de 39 anos, emitida em uma entrevista ao programa Un giorno da Pecora, da emissora RaiRadio1, gerou muita discussão nas redes sociais.

"Mussolini fez muitas coisas bonitas, mas também muitas feias, e essas segundas ele as fez muito mal. Ele recuperou, construiu muitas estradas e criou muitas coisas importantes para a Itália. E depois há aquelas (coisas) feias, desastrosas, como a aliança com os nazistas", declarou Pellissier.

Já sobre seu posicionamento político, o atacante afirmou ser "mais para a direita do que para a esquerda", mas ressaltou que somente o "trabalho em equipe" pode tirar a Itália dos atuais "problemas".

"Se alguém de direita ou de esquerda disser algo inteligente e sensato, o que é bom para a Itália, não devemos ir contra isso, independentemente do lado. É inútil tomar partido agora, você tem de pegar todas as coisas positivas da direita e da esquerda e, talvez, a Itália também possa sair dos problemas de hoje", concluiu.

Desde 2002 no Chievo, Pellissier possui mais de 500 partidas e 137 gols com a camisa do clube gialloblù. Além do time de Verona, o atacante tem passagens por Torino, Spal e Varese. 

MAIS SOBRE:

FutebolBenito MussoliniChievoItália [Europa]futebol
Comentários