Atleta hondurenho joga de máscara para evitar levar covid-19 para casa

Segundo a imprensa local, Jerry Bengtson, do Olimpia, teme que seus dois filhos pequenos sejam infectados

Relacionadas

O atacante hondurenho Jerry Bengtson, do Olimpia, foi destaque nas quartas de final da Liga dos Campeões da Concacaf nesta terça-feira. Isso porque durante a partida contra o Montreal Impact, do Canadá, ele fez questão de manter sua máscara de proteção no rosto, apesar da utilização do item não ser obrigatória dentro de campo. 

De acordo com o regulamento da competição, os atletas devem utilizar a máscara fora das quatro linhas e só podem tirá-la quando estiverem jogando. Bengtson, contudo, vai a campo com o item desde o fim de setembro, quando foi dada a retomada do futebol em Honduras.

"É uma decisão muito pessoal, pois o protocolo não exige. É uma máscara comum, é incômoda e tem que se acostumar, pois obviamente quando se cansa se tem maior necessidade de ar", explicou o médico do Olimpia, Elmer López, ao jornal Diez.

Segundo relatos da imprensa local, a decisão do atleta está relacionada com sua família. Bengtson tem filhos pequenos e não gostaria de levar o vírus para dentro de casa. Esse seria o motivo pelo qual usa máscara em todas as partidas. 

MAIS SOBRE:

futebolConcacaf
Comentários