Australianos se revoltam com falta de pagamento e abandonam time chinês

Robbie Kruse e James Holland já haviam pedido à diretoria do Liaoning Whowin que resolvesse a situação

Relacionadas

Os australianos Robbie Kruse e James Holland romperam o contrato com o Liaoning Whowin, da primeira divisão chinesa, por falta de pagamento, como confirmou nesta quinta-feira o sindicato de jogadores de futebol do país da Oceania. O presidente executivo da PFA, John Didulica, explicou em um comunicado que a quebra do vínculo ocorreu porque o clube descumpriu suas obrigações com os dois atletas.

"Os jogadores haviam avisado ao clube para que solucionasse a situação, mas o clube não fez isso, motivo pelo qual os dois jogadores rescindiram seus respectivos contratos. Foi uma razão justa, em linha com os regulamentos da Fifa", acrescentou Didulica, ex-goleiro da seleção australiana. "Agora eles são agentes livres e com o direito de assinar com os clubes que escolherem", acrescentou.

Kruse foi contratado junto ao Bayer Leverkusen, enquanto Holland defendia o Adelaide United. Ambos foram contratados pelo Whowin, nono colocado do Campeonato Chinês, em janeiro deste ano.

MAIS SOBRE:

Futebol Bayer Leverkusen Oceania Fifa Futebol China Dinheiro
Comentários