Autor de gol em vitória do Getafe, Deyverson diz: "Não sou estrela"

Atacante também afirma já ter desculpado pessoa que lhe jogou isqueiro após marcar contra o Ajax

Relacionadas

Contratado por empréstimo junto ao Palmeiras no mês passado, Deyverson marcou seu primeiro gol com a camisa do Getafe nesta quinta-feira, na vitória sobre o Ajax por 2 a 0, pela fase de 16 avos de final da Liga Europa, mas rechaçou rótulos como os de herói ou estrela do pequeno time espanhol.

"Fiz um gol, comemorei com a tatuagem da minha mulher, e é isso. Atiraram alguma coisa em mim, mas já desculpei. Isso acontece. É continuar trabalhando e lutando. Não sou uma estrela, sempre trabalhei e me esforcei ao máximo", declarou o brasileiro na zona mista do estádio Coliseum Alfonso Pérez, na cidade de Getafe.

Durante a comemoração do gol, o centroavante foi atingido por um isqueiro lançado pela torcida visitante e se contorceu em dor, mas depois voltou para o jogo normalmente.

"Eles me atiraram um isqueiro, com muita força. Doeu muito. Mas não é um mal para mim, é para eles. Pega mal para a torcida deles. O futebol é maravilhoso, tem de ser uma coisa boa e de amizade. O goleiro do Ajax, Varela, é um amigo meu dos tempos de Benfica. Conversamos e pronto. Ele me conhece e me tirou da briga. Ele falou comigo, me disse para ter calma, e eu disse que estava tudo bem. Mas alguns companheiros dele vieram falar como, e eu não os conheço, nem eles me conhecem. Eu respeito todo mundo e já perdoei", destacou.

O Getafe bateu o Ajax, atual campeão holandês e semifinalista da última Liga dos Campeões, por 2 a 0. O outro gol do time espanhol também foi de um brasileiro, do também atacante Kenedy, ex-jogador de Fluminense, Chelsea e Newcastle. Com isso, poderá até perder por um gol de diferença na volta, na próxima quinta, em Amsterdã, que mesmo assim se classificará.

"Vamos desfrutar, mas sempre dando o nosso melhor. Será muito difícil, e precisamos ser otimistas", disse o ex-jogador do Palmeiras, que encerrou rebatendo as críticas de quem diz que o Getafe é demasiadamente defensivo. "As pessoas que falam isso dizem o que querem, têm uma boca para falar", retrucou.

MAIS SOBRE:

futebolDeyversonGetafe Club de FútbolLiga Europa
Comentários