Avaí contrata a pequena Natália, novo reforço do time sub-10 masculino

Atacante participará de torneios tanto de futebol de campo quanto de futsal

Relacionadas

A pequena Natália Pereira, de 9 anos, é o novo reforço do time sub-10 masculino do Avaí. A jogadora passou por testes e foi aprovada para integrar a base do clube e participar de torneios tanto de futebol de campo quanto de futsal.

O FERA entrou em contato com o clube para entender a situação dessa nova contratação. Por enquanto, Natália é a única atleta do sexo feminino que integra o elenco e atuará ao lado de meninos de 10 e até 11 anos.

Diogo Fernandes, coordenador geral da base do Avaí, afirma que há um planejamento para acrescentarem uma divisão na categoria mirim voltada apenas para garotas, bem como a criação de uma equipe profissional feminina - exigência da CBF para os times da Série A do Campeonato Brasileiro -, mas não tem muitos detalhes sobre o andamento dos projetos ainda. 

Em entrevista ao site oficial do clube, Diogo ressalta as qualidades que fizeram o Avaí a contratar a pequena atacante. "Ela tem grande potencial e foi aprovada por isso. Não por ser mulher, mas pela qualidade, pelo destaque, o que é muito bom para ela e também para o Avaí", afirma.

Após ser aprovada, Nati visitou a equipe profissional, bateu bola com os jogadores e posou para foto ao lado do capitão Betão. "Antes era só um sonho... agora é real! Sou atleta das categorias de base do Avaí. Sou a primeira menina a participar da categoria de base masculina, de um time profissional de Série A", comemora a atleta mirim.

Antes de assinar com o Avaí, a jogadora disputou a Liga de Futsal da Grande Florianópolis. Por lá, a primeira e única menina na equipe foi vice-artilheira do time na competição que reúne cerca de 900 meninos ao balançar as redes 14 vezes. 

Nesta quarta-feira, pelo Catarinense, o clube profissional encara o Marcílio Dias fora de casa após derrota por 1 a 0 no clássico diante do Figueirense. Na última temporada, o Avaí conseguiu o acesso à primeira divisão do Brasileirão. 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Se eu faço este gol meu pai infarta #apoioaofutebolfeminino

Uma publicação compartilhada por Natália Pereira (@nati_fut14) em

 

MAIS SOBRE:

futebolAvaí Futebol Clubefutebol feminino
Comentários