Bilhete valioso e lágrimas de juiz: fatos curiosos da classificação da Holanda

Mudança tática proposta pelo assistente técnico ajudou a classificação da seleção holandesa

Relacionadas

Quatro fatos interessantes marcaram a classificação da Holanda à próxima fase da Liga das Nações da Uefa. Na última segunda-feira, o empate diante da Alemanha por 2 a 2 contou com direito a bilhete salvador e abraço no juiz, além de ter provocado a eliminação dos franceses e o rebaixamento dos alemães.

Ficou confuso? Calma que o FERA explica. Um bilhete entregue ao zagueiro Virgil van Dijk mudou o rumo da partida já nos minutos finais do duelo. Antes da mudança feita pelo assistente técnico Dwight Lodeweges, os holandeses perdiam por 2 a 0. Mas o pedaço de papel dava instruções claras: Van Dijk formaria dupla de ataque com Luuk de Jong.

Assim foi feito. Os resultados surgiram com um gol de Promes aos 40 do segundo tempo e o empate salvador aos 45, marcado pelo zagueiro que virou atacante na reta final da partida. Assim, a seleção holandesa se juntou à Suíça, Inglaterra e Portugal como países classificados às semifinais do torneio.

Abraço no juiz

O capitão da holanda, van Dijk, não foi só destaque do duelo por ter feito o gol do empate ou liderado a mudança tática que deu certo. O jogador do Liverpool também mostrou que esbanja empatia após protagonizar uma bonita cena após o apito final.

No final da partida, o árbitro Ovidiu Hategan, que perdeu a mãe recentemente, não conteve as lágrimas e foi consolado pelo atleta ainda em campo.

"Esse homem estava destroçado, com lágrimas nos olhos, porque a sua mãe faleceu recentemente. Eu desejei força e disse que ele fez um bom jogo. É algo pequeno, mas que talvez o ajude a seguir em frente", declarou à Voetbal International

 

MAIS SOBRE:

Futebolfutebolseleção holandesa masculina de futebol
Comentários