Black Friday! Veja atletas que os torcedores estão colocando em promoção

Jogadores podem ser negociados na próxima janela de contratações do futebol brasileiro

Relacionadas

A Black Friday chegou e, com ela, as tão aguardadas compras. Neste caso, vendas. Pensando nisso, o FERA listou dez jogadores que estão sendo colocados em promoção pelos torcedores nas redes sociais.

Sidão, Borja, Diego Alves e Léo Cittadini são alguns dos nomes. Se seu time estiver nessa lista, será que ele vai atender ao pedido da arquibancada e vender os atletas apontados no fim desta temporada?

1) Roger (Corinthians)

O atacante Roger foi oficializado pelo Corinthians em abril deste ano, com contrato até o fim de 2019, em uma troca com o Internacional pelo Lucca. 

2) Jonathas (Corinthians)

O  jogador de 29 anos chegou ao clube por empréstimo até o meio do ano que vem com a missão de tentar esquecer a fraca temporada que fez no Hannover. Acabou tendo lesões consecutivas e rendeu muito pouco na temporada.

3) Edimar (São Paulo)

Chegou ao São Paulo em negociação de empréstimo com o Cruzeiro, mas teve seu contrato renovado em dezembro de 2017 com validade para mais dois anos.  O acerto com o clube mineiro pelo lateral-esquerdo girou em torno de R$ 400 mil.

4) Rodrigo Caio (São Paulo)

A saída de Rodrigo Caio já foi dada como certa em diferentes momentos nos últimos anos. Há três temporadas, ele chegou a ter sua transferência para o Valência anunciada, mas problemas na negociação fizeram as partes recuarem de última hora. O zagueiro tem contrato com o São Paulo até 2021 e multa rescisória de 18 milhões de euros (R$ 77 milhões).

5) Sidão (São Paulo)

Tem mais um ano de contrato com o São Paulo, mas perdeu a titularidade e tem sido alvo de desconfiança da torcida. Além disso, já afirmou que não pretende deixar o clube antes do tempo. 

6) Borja (Palmeiras)

O Palmeiras acertou a contratação do atacante colombiano em fevereiro de 2017 por cerca de R$ 33 milhões. A Crefisa banca parte de seu salário, ao dar ao Palmeiras R$ 200 mil por mês. Borja ganha cerca de R$ 350 mil e está sendo alvo de crítica dos torcedores.

Além disso, a patrocinadora  também paga para Borja metade do US$ 1 milhão (R$ 3,1 milhões) em luvas pela assinatura do vínculo de cinco anos com o Palmeiras. A outra metade é paga pelo clube.  

7) Diego Alves (Flamengo)

A diretoria do Flamengo oficializou a contratação do goleiro que atuava pelo Valencia, da Espanha, em julho de 2017 até dezembro de 2020. Diego Alves foi protagonista de uma polêmica no segundo semestre deste ano, quando não aceitou ficar na reserva de Cesar. O goleiro, inclusive, não viajou sequer com o elenco, permaneceu no Rio e gerou revolta no grupo rubro-negro.

8) Geuvânio (Flamengo)

O atacante Geuvânio foi oficializado pela equipe rubro-negra em junho de 2017. O Tianjin Quanjian, da China, emprestou o atleta ao Flamengo até o fim de 2018 e ainda ajuda com parte dos salários do jogador no período em que ele permanecer no clube carioca.

9) Brenner (Botafogo)

Botafogo oficializou em julho de 2017 a contratação do atacante Brenner, que estava no Internacional. O jogador foi envolvido em uma troca com o meia Camilo. O clube carioca ficará com metade do porcentual de uma possível venda de Camilo e também com 20% de um eventual negócio que envolva Brenner.

10) Léo Cittadini (Santos)

O jogador encerra o seu contrato com o Santos no fim deste ano, não aceitou proposta de renovação e deixa o clube de graça a partir de janeiro. O meia já foi sondado por clubes de México, Itália e Portugal, segundo o presidente José Carlos Peres.

 

MAIS SOBRE:

FutebolfutebolBlack Friday
Comentários