Infantino brinca que falará com Bolsonaro sobre Mundial de 51 do Palmeiras

Presidente da Fifa se encontrará com o presidente nesta quarta-feira

Não é a primeira, tampouco será a última vez em que o Mundial do Palmeiras vira tema de debates. Dessa vez, no entanto, foi uma declaração do presidente da Fifa que chamou a atenção. Em entrevista à TV Globo, Gianni Infantino reagiu com bom humor sobre o título da Copa Rio de 1951 conquistada pelo clube alviverde.

"Já decidimos dar o título de campeão mundial a todos que ganharam a Copa entre Europa e América do Sul desde 1960. E 1951 é um pouquinho mais para trás. Vamos falar com o presidente Bolsonaro e vamos ver que solução teremos", brincou.

"Mas o Palmeiras pode ganhar o próximo Mundial de Clubes. Por que não?", acrescentou Infantino em sua resposta. O presidente da entidade e Bolsonaro vão se encontrar na próxima quarta-feira, em Brasília, em encontro oficial da agenda do presidente da República.

Jair Bolsonaro é torcedor do Palmeiras e antes de tomar posse como presidente participou da cerimônia do título do Campeonato Brasileiro do ano passado, no Allianz Parque.

Entenda

No dia 22 de julho de 1951, o Palmeiras conquistou a Copa Rio e sagrou-se campeão mundial derrotando a Juventus, no estádio do Maracanã. Um torneio que causa polêmica até hoje, mas que foi disputado por alguns dos principais clubes do mundo naquele momento.

A primeira fase da competição foi disputada em duas chaves de quatro equipes. A chave disputada em São Paulo teve o Estrela Vermelha, Juventus, Nice e Palmeiras. 

No Rio, jogaram Áustria Viena, Nacional, Sporting e Vasco. As equipes se enfrentaram em turno único dentro dos grupos e os dois primeiros colocados avançaram para as semifinais, que foram disputados em dois jogos.

Na semifinal, o Palmeiras enfrentou o Vasco, em dois jogos no Rio, enquanto Juventus e Áustria Viena disputaram a outra vaga, em duas partidas no Pacaembu. Palmeiras e Juventus passaram e realizaram as duas finais: no primeiro confronto, realizado no Pacaembu, o time alviverde venceu por 1 a 0, com gol de Rodrigues. Na etapa decisiva, o Palmeiras lutou e conquistou o empate por 2 a 2. 

Jornais da época, como A Gazeta Esportiva, trataram o título da Copa Rio, de fato, como uma conquista mundial. A Fifa chegou a confirmar ao Estado o Mundial de 1951 para o Palmeiras e também a receber uma homologação da conquista, o que não acabou com a polêmica. 

Em outubro de 2017, a Fifa aprovou a proposta da Conmebol e reconheceu como campeões mundiais os clubes vencedores da Copa Intercontinental, o confronto entre europeus e sul-americanos que durou de 1960 até 2004. Assim, foram oficializados os títulos mundiais de quatro equipes brasileiras: Santos (1962 e 1963), Flamengo (1981), Grêmio (1983) e São Paulo (1992 e 1993). O título do Palmeiras, de 1951, ficou de fora.

MAIS SOBRE:

futebolGianni InfantinoPalmeirasMundial de ClubesJair BolsonaroFifa [Federação Internacional de Futebol]
Comentários