Brasileiro leva pedrada de torcedores rivais durante partida na Tunísia

Gil Bahia, do Ben Guerdane, sofre corte no braço, mas passa bem

Relacionadas

Uma partida neste sábado, válida pela primeira divisão do Campeonato Tunisiano, ficou sem desfecho. O Ben Guerdane jogava no estádio do Stade Gabèsien quando um brasileiro foi vítima de violência por parte dos torcedores rivais. A vítima foi Gil Bahia, lateral-direito do time visitante.

Revelado pelo Cruzeiro, o jogador levou uma pedrada quando estava próximo da linha lateral. Com o braço sangrando bastante, o atleta foi levado ao hospital e a partida foi suspensa. O time rival foi multado em US$ 45 mil (R$ 184 mil), além de ter perdido os três pontos da vitória por 1 a 0.

"A gente perdia o jogo de 1 a 0 e estávamos pressionando. Eles estão brigando (para escapar) do rebaixamento. Então começou o problema com um torcedor que invadiu o campo, foi para cima do juiz, mas a polícia o retirou", contou Gil, de 27 anos, que atua pelo time que ocupa a quarta colocação do torneio nacional.

O brasileiro conta ainda que depois começaram a atirar pequenas pedras nele, enquanto cobrava um escanteio. Erraram algumas, até que o acertaram. O brasileiro diz que, no momento, ficou tão irritado com a situação que acabou jogando a pedra de volta. 

"Só vi o vulto da pedra vindo na direção do meu rosto, eu desviei e acertou o meu braço. Vi o sangue descendo pelo braço. Quando bateu, cai na hora, só que estava tão bravo que, ao cair e ver o sangue descendo no braço, peguei a pedra e joguei no meio da arquibancada de volta", relembra o lateral.

Gil foi levado ao hospital, onde foi medicado e recebeu alta médica no mesmo dia. O atleta que teve também uma passagem pelo Bahia está com um pequeno ferimento no local e com o braço inchado. 

MAIS SOBRE:

futebolTunísia [África]Gil Bahia
Comentários