Cafu admite 'salto alto' do Milan em virada sofrida para o Liverpool em 2005

Time italiano vencia o jogo por 3 a 0 no intervalo e acabou tomando a virada

Relacionadas

Quem acompanha futebol europeu, certamente se lembra muito bem da final da Liga dos Campeões de 2005, considerada uma das melhores de todos os tempos. No intervalo, 3 a 0 para o Milan. Ao final da disputa, título do Liverpool, que conseguiu uma recuperação espetacular ao empatar o jogo em 3 a 3 antes de conquistar o título nos pênaltis. E o lateral Cafu, que disputou aquela partida pelo clube italiano, admite que ele e seus companheiros já comemoravam o título depois dos primeiros 45 minutos.

"É verdade, sim. Nós fizemos três grandes gols contra um time do Liverpool que, taticamente, era um dos melhores que eu já enfrentei. Nós achamos que era nosso dia e relaxamos. Quando eles fizeram os dois primeiros gols, nós sentimos o baque. E quando eles fizeram o terceiro, não conseguíamos acreditar", contou ele, para a revista FourFourTwo. "O Liverpool mereceu a reação. Eu admiro muito o Liverpool, talvez outro time não teria mostrado a mesma força de vontade para empatar aquele jogo. Eu percebi que tudo estava perdido mesmo antes dos pênaltis, quando Shevchenko perdeu uma chance clara, na frente do goleiro, na prorrogação", continuou o pentacampeão mundial pela seleção brasileira.

Apesar da derrota ter sido bastante dolorosa, o Milan teve a chance de "se vingar" do Liverpool, já que, em 2007, dois anos depois, os clubes voltaram a se encontrar em uma decisão de Liga dos Campeões. Para Cafu, que estava no elenco do clube italiano, mas ficou no banco de reservas, ninguém no elenco viu aquilo como uma revanche e muitos atletas enxergaram a partida como uma chance de "encerrar a carreira em alta": "Não pensamos nisso. Éramos um time muito experiente: eu tinha 36 anos, Maldini tinha 38, Costacurta tinha 41, Serginho tinha 35. Sabíamos que era nossa última chance de ganhar aquele troféu, mas estávamos muito calmos. Quando Inzaghi fez o primeiro gol, eu sabia que íamos ganhar. Em 2005, aquele tipo de oportunidade certamente teria sido perdida", completou.

MAIS SOBRE:

FutebolMilanLiverpoolCafuShevchenkoMaldiniInzaghiLiga dos CampeõesFutebol
Comentários