Campanha online consegue R$ 817 mil para continuar buscas por Sala

Autoridades francesas e britânicas interromperam buscas pelo avião que levava atleta na última sexta

Relacionadas

Uma campanha virtual arrecadou 190 mil euros (R$ 817 mil) para continuar as buscas pelo avião que levava o jogador argentino Emiliano Sala. A "vaquinha" foi criada pela agência Sports Cover, da qual Sala é cliente, e pretende utilizar o dinheiro conseguido para contratar um serviço de buscas privado. Você pode ajudar a campanha aqui.

O avião no qual estavam Sala e o piloto Dave Ibbotson desapareceu na última segunda feira, 21, enquanto sobrevoava o Canal da Mancha, que separa a França do Reino Unido. O atleta do Nantes viajava para o País de Gales, onde fecharia com o Cardiff City.

Autoridades inglesas e francesas vasculharam 4.400 quilômetros quadrados de mar entre segunda e sexta-feira, sem encontrar o avião, Sala ou o piloto. As buscas, então, foram interrompidas. A família de Sala, ex-companheiros dele no Nantes e atletas como Messi e Aguero pediram que fossem retomadas.

Qualquer valor pode ser doado para a campanha. A meta inicial, de 150 mil euros (R$ 645 mil), foi alcançada neste sábado, e, então, foi dobrada. "Como o limite de coleta inicial foi quase alcançado, decidimos aumentá-lo (será a única vez): como os custos relacionados à procura estão sujeitos a variáveis (duração, tempo, condições climáticas, reboque, etc.), esperamos cobrir o máximo de custos relacionados. A família e nós gostaríamos de agradecê-los mais uma vez pela sua generosidade excepcional: jogadores, clubes, estafe e anônimos. #NãodeixemdebuscarEmilianoSala" escreveram os responsáveis pela campanha no site.

Entre os doadores estão atletas como Gündogan (Manchester City), Tolisso (Bayern de Munique), Demarai Gray (Leicester) e o técnico do Nantes, ex-equipe de Sala, Vahid Halihodzic.

MAIS SOBRE:

futebolEmiliano Salacrowdfunding
Comentários