Campeões no torneio de Neymar, romenos se realizam ao jogarem contra craque

Após vencerem o título mundial, Tao United teve a oportunidade de jogar contra o camisa 10 do Brasil, Gabriel Jesus e Djibril Cissé

Relacionadas

Com um gol de ouro na prorrogação, o Tao United, da Romênia, se sagrou o campeão mundial da segunda edição do Neymar Jr's Five, o maior campeonato de futebol amador do mundo, na final disputada neste sábado, 8, na sede do Instituto Projeto Neymar Jr., na Praia Grande. A equipe da cidade de Cluj Napoca foi a única que conseguiu furar a defesa inglesa, que não havia levado um gol em nenhum dos nove jogos anteriores. 

Com um formato diferente, o torneio coloca cinco jogadores de cada equipe para se desafiarem por dez minutos. Tamém não há goleiros e é proibido entrar na área. A cada gol marcado, o adversário perde um integrante. Ganha quem fizer mais gols no tempo determinado ou quem eliminar todos os rivais. Caso haja empate, o jogo é decidido na prorrogação, onde somente um atleta de cada equipe se desafia até um deles anotar um gol.

E foi justamente no golden goal que o time romeno conquistou o troféu. Após roubar a bola do rival inglês ainda no campo de defesa, Silviu Madalin Radu correu sozinho para marcar o gol do título. E antes mesmo de ele chutar para a baliza, muitos colegas dele já estavam chorando. 

"Não consigo descrever em palavras o que foi aquilo. Minha ficha não caiu ainda", disse Ionut Movileanu, que é jogador profissional de futsal na Romênia. 

 

Se a alegria pelo título já não era suficiente, os romenos ainda tiveram a oportunidade de jogar contra o time formado por Neymar e seus amigos, que incluíam Gabriel Jesus e o folclórico ex-atacante fracês Djibril Cissé. 

Um dos mais emocionados pela oportunidade era Bogdan Dragos, sósia do atacante grego Konstantinos Mitroglou. A todo momento ele pedia para que tirassem fotos dele ao lado de Neymar. Seja durante a apresentação dos times ou até no sorteio de campo e bola, ele abria um sorriso ao lado do brasileiro e fazia um sinal de máquina fotográfica para alguém fora da quadra. Não contente com as fotos, ele pegou uma das bolas do jogo, pediu para que seu ídolo a autografasse e a guardou na mochila.

“A sensação de vencer e ainda jogar com o Neymar é indescritível. Esse é o único título mundial da Romênia no futebol. É como se a gente tivesse ganhado a Copa do Mundo”, descreveu. "É uma sensação inacreditável, algo único na minha vida", completou. 

 

 

SHOW EM QUADRA

Para surpresa do público presente no Instituto Projeto Neymar Jr., na Praia Grande, o time romeno conseguiu abrir logo de cara 2 a 0 sobre o time do craque brasileiro. Com a desvantagem, o dono da festa resolveu a apelar e chamou Gabriel Jesus para melhorar o ataque. Resultado: 3 a 2. 

Mais outras duas partidas envolvendo Neymar, Jesus e outros convidados da organização foram realizados, com o time do craque do Barcelona sempre levando a melhor. No último deles, depois de perder todos seus companheiros, Silviu Madalin Radu ficou sozinho para encarar Neymar, Gabriel Jesus e Cissé. 

 

BRASIL CAI NA PRIMEIRA RODADA DO MATA-MATA

Atual defensor do título mundial, o Brasil não foi bem no segundo dia de competições e caiu na primeira rodada do mata-mata. Após avançar como líder do Grupo B, à frente exatamente da Romênia, o Bronk's FC, de Guarulhos caiu diante da Áustria, na fase de 16 avos de final. 

Curiosamente, o time austríaco também era do Grupo B e foi único que conseguiu vencer e marcar gols no Brasil na primeira fase. Cézar Luis, capitão e um dos fundadores do time, afirmou que a mesma estratégia defensiva e com foco nos contra-ataques deu certo mais uma vez. 

 

"A gente propôes o jogo o tempo todo. Ele ficarama atrás, com três jogadores em volta da área e dois na segunda linha. A gente tentou alguns chutes, mas batemos na tabela e não ficamos com os rebotes. Faltando menos de três minutos, tentamos sair driblando pelo meio, perdemos a bola e tomamos o gol." 

Atrás no placar, com um jogador a menos e pouco tempo no relógio, eles tentaram subir e pressionar, mas acabaram levando mais gols e, consequentemente, perdendo mais jogadores. 

MAIS SOBRE:

futebolneymar jrs fiveneymarGabriel Jesus
Comentários