CEO do Liverpool atribui sucesso do clube a forma 'socialista' de agir e jogar

Peter Moore ressalta papel de figuras como Bill Shankly e Jurgen Klopp na história do time inglês

Relacionadas

Peter Moore, CEO do Liverpool e com grande história como profissional de marketing, em especial no setor de videogames, creditou o sucesso recente do clube inglês a algo inusitado: o socialismo. Em entrevista ao jornal espanhol El Pais, o dirigente explicou como vê isso no time, entre a torcida, e na cidade.

"Como expert em marketing, quis desvendar o que significava exatamente. Dizer que o Liverpool é único não significa muito. Real Madrid e Barcelona, Borussia Dortmund e Bayern de Munique são especiais também. Então, como nos diferenciamos disso? Tivemos essa incrível figura história: Bill Shankly, um socialista escocês. Inclusive hoje, quando falamos de negócios, nos perguntamos: 'O que faria Shankly?'. Era um verdadeiro socialista que acreditava que o futebol consistia em trabalhar juntos", explicou, citando um dos grandes técnicos da história do clube.

"Ele definia como socialismo, porém não em um sentido político, mas no sentido de solidariedade. Liverpool é uma cidade socialista, de tradição trabalhista, muito unida ao porto. [...] As pessoas muitas vezes se veem como 'liverpolita', não necessariamente como ingleses. É estranho", continuou Moore.

"No departamento de marketing, nos reunimos e falamos: 'Vamos colocar isso em palavras'. A conclusão foi que a ideia essencial do Liverpool é que isso significa mais. Mais que ganhar ou perder. Mais que jogar futebol, se juntar no pub e caminhar até em casa", prosseguiu.

"Essa cultura se fortalece com um sentimento que Shankly expressou na ideia de trabalhar junto em um campo na máxima de 'passar a bola e se mover'. É muito simples: 'passe a bola e se mova para oferecer-se ao companheiro'. Há uma canção dos torcedores que tem quase 60 anos que descrevia esse estilo como 'poesia em movimento'. Não é exatamente o tiki-taka. Mas se produz quando o jogo flui livremente com contra-ataques muito rápidos. É nossa marca", completou.

Moore ainda afirmou que Klopp, que se define como um 'socialista cristão', pode repetir as palavras de Shankly e dizer que foi feito para o Liverpool e o Liverpool foi feito para ele, pois entende exatamente os elementos socialistas presentes no clube e na cidade, finalizando que hoje o futebol é um dos principais símbolos locais, ao lado dos Beatles.

MAIS SOBRE:

futebolLiverpool Football Club
Comentários