Chamado de 'homem-bomba', sueco que fez falta em Werner recebe ameaças

Conta de Jimmy Durmaz no Instagram foi invadida por diversos ataques de ódio

Relacionadas

A dramática vitória da Alemanha em cima da Suécia aconteceu nos instantes finais da partida. Toni Kroos, num golaço de falta, garantiu a reviravolta dos últimos campeões mundiais. No entanto, após o apito final o jogador sueco Jimmy Durmaz, responsável pela falta em Timo Werner, foi linchado nas redes.

Brasileiros se solidarizam com o Panamá por goleada dos ingleses

Após virar artilheiro da Copa do Mundo, Harry Kane pede música no Fantástico

Jovem russa assediada por argentino: 'não vou julgar o país por uma pessoa ruim'

A conta no Instagram do atleta de 29 anos foi invadida por diversos ataques de ódio. O meia que joga pelo Toulouse nasceu na Suécia, mas seus pais são imigrantes da Turquia. Junto a todos seus companheiros de selação, Durmaz gravou um vídeo para repreender a atitude dos torcedores. 

"Eu sou um jogador de futebol de alto nível, posso me ver criticado pelo que estou fazendo em um plano. Está incluído no trabalho. E estou sempre preparado para aceitar isso. Mas há um limite - e esse limite foi passado ontem", começa dizendo.

"Ser criticado é algo com o qual vivemos, mas ser chamado de homem-bomba e receber ameaças de assassinato para mim e meus filhos é totalmente inaceitável", declarou. Depois, o jogador falou sobre o orgulho de ser sueco e de jogar pela seleção, que descreve como "a maior coisa que você pode fazer como jogador de futebol".

"Eu nunca deixarei nenhum racista destruir esse orgulho. Todos devemos ignorar todas as formas de racismo. Ao mesmo tempo, gostaria de agradecer a todos que apoiaram e demonstraram seu amor, o que significa muito.Obrigado, continue a apoiar a nossa Suécia. Nós precisamos de você", completou.

A Suécia, que somou 3 pontos nos dois jogos disputados, vai disputar sua vaga nas oitavas da Copa do Mundo na próxima quarta-feira. O duelo acontece às 11h, contra o México, em Ecaterinburgo.

MAIS SOBRE:

FutebolCopa do Mundo Rússia 2018 [futebol]Jimmy Durmazseleção sueca masculina de futebolfutebol
Comentários