Chiellini diz que admira Suárez por mordida na Copa do Mundo de 2014

Zagueiro italiano comentou sobre o caso em sua autobiografia

Relacionadas

O zagueiro italiano Giorgio Chiellini disse em sua autobiografia que admira o atacante uruguaio Luis Suárez por tê-lo mordido durante uma partida da Copa do Mundo de 2014.

Suárez, que escapou de punição no momento do jogo, posteriormente foi banido do esporte por quatro meses e nove partidas do Uruguai - mas Chiellini afirmou que não guarda mágoas.

"A malícia faz parte do futebol, eu não chamaria isso de ilegítimo. Para superar um rival você precisa ser inteligente", disse o capitão da Juventus em seu livro "Io, Giorgio".

"Eu admiro sua astúcia", acrescentou. "Se ele a perdesse, se tornaria um atacante comum". Chiellini disse que nada de estranho aconteceu naquele dia.

"Eu marquei (Edinson) Cavani durante a maior parte do jogo, outro jogador que é difícil de mercar", disse ele. "De repente percebi que havia sido mordido no ombro. Apenas aconteceu, mas essa é a estratégia dele no combate mano a mano e, se posso dizer, é a minha também. Eu e ele somos parecidos, e eu gosto de enfrentar atacantes como ele".

A partida estava empatada em 0 a 0 no momento da mordida, mas minutos depois o Uruguai marcou 1 a 0, resultado que classificou a equipe para as quartas de final e eliminou a Itália./Com informações da agência Reuters

MAIS SOBRE:

futebolGiorgio ChielliniLuis Suárez
Comentários