Cidade de Rosario passa por maquiagem urbana para casamento de Messi

Arbustos foram plantados; vendedores ambulantes e pedintes foram retirados das ruas da cidade, uma das mais perigosas da Argentina

Relacionadas

Às vésperas do casamento do ano entre Lionel Messi e Antonela Roccuzzo, a cidade de Rosario se blindou com 300 agentes de segurança organizados em grande operação, que incluiu a remoção temporária de ambulantes ao redor do Cassino City Center, onde a festa vai ser celebrada nesta sexta-feira. O local fica numa região pobre de Rosario. 

As ações de "embelezamento" urbano a toque de caixa já eram vistas desde a última quarta-feira, com a limpeza de avenidas e plantação de arbustos decorativos nas rotatórias próximas ao local da festa.

"Agora estamos no limite, considerando que vamos ter várias visitas internacionais. A cidade vai estar bonita e eles vão ver o trabalho que a prefeitura está fazendo", explicou a paisagista Analía Capdevila, que supervisionava a colocação das plantas na frente do cassino, à agência de notícias AFP.

O luxuoso complexo escolhido para sediar o evento está rodeado de bairros muito pobres. Nos sinais das avenidas próximas, costumam haver limpadores de vidros de carros, removidos pela polícia na última terça-feira. Alguns quiosques que vendem comida de rua "choripanes", que são pães recheados com chorizo, também foram retirados.

"Parece que por esses três dias não vão deixar a gente trabalhar. Não sei o que vai acontecer... Todos temos filhos, família" – contou um dos limpadores de vidros, logo depois de ser retirado da zona por uma patrulha policial.

As autoridades disseram que organizaram um operativo especial para criar um corredor seguro entre o aeroporto e o hotel. Rosario tem 1,2 milhões de habitantes e é uma das cidades mais perigosas da Argentina, por conta do tráfico.

Da lista de 260 convidados, que inclui Shakira e todo elenco do Barcelona, já chegaram ao local Sergio Aguero e Ezequiel Lavezzi, companheiros da seleção argentina, e vários colegas e ex-colegas do Barça, como Puyol, Eto'o, Busquets, Xavi, Jordi Alba e Fábregas.

MAIS SOBRE:

futebolMessifutebol
Comentários