Cláudio Bravo, do Chile: 'Me convocaram contra minha vontade'

Goleiro da seleção chilena e do Manchester City não quer defender seu país nos amistosos contra Suécia e Dinamarca, em março

Relacionadas

Cláudio Bravo, goleiro da seleção chilena, publicou em seu Twitter uma mensagem inesperada na tarde desta quarta-feira, 14, dizendo que foi convocado para dois amistosos de sua equipe "contra sua vontade". 

Stephen Hawking criou fórmulas sobre futebol e chamou Suárez de 'bailarina'

Confira os 10 jogadores que mais lucram com venda de chuteiras

Lautaro Martínez coloca Argentina como favorita para a Copa do Mundo

Bravo é um dos maiores nomes da vitoriosa geração chilena que venceu a Copa América em duas ocasiões (2015 e 2016), algo que nunca tinha acontecido na história do país latino. Mas parece que seus dias podem estar contados no selecionado vermelho. 

Em  mensagem no Twitter, Bravo comentou que já tem viagens marcadas com sua família para as datas dos amitosos contra Suécia e Dinamarca, em março, e que não foi consultado antes. "Lamento profundamente que estejam me chamando contra minha vontade, já que, com os anos, ganhei um mínimo de respeito com esse escudo", disse o atual goleiro do Manchester City. 

A renúncia à convocação não é a primeira de Bravo. Em agosto de 2016, ele não participou dos jogos contra o Paraguai e a Bolívia. Na ocasião, alegou "motivos pessoais". A Seleção do Chile não vai para a Copa do Mundo de 2018 e é treinada por Reinaldo Rueda, ex-Flamengo. 

 

MAIS SOBRE:

futebolCopa América de Futebol
Comentários