Com medo do coronavírus, Kanté pede para não ir a treino do Chelsea

Jogador francês comunica o clube que se sente desconfortável em sair de casa enquanto país vive pandemia

Relacionadas

Os times ingleses até voltaram a treinar na última terça-feira após a longa paralisação gerada pela pandemia do novo coronavírus, mas o retorno ao trabalho não é unanimidade entre os jogadores. Segundo a imprensa inglesa, o volante francês N'Golo Kanté, do Chelsea, comunicou ao clube que se sente inseguro em sair de casa e, por isso, ganhou autorização para faltar aos trabalhos.

Kanté participou do retorno do Chelsea ao treinamento na terça-feira após registrar um teste negativo de coronavírus. A atividade foi apenas para grupos pequenos de jogadores. No entanto, o francês campeão mundial em 2018 avisou ao técnico Frank Lampard que não está convencido de que é seguro treinar enquanto o país permanece sob alerta pela pandemia do novo coronavírus.

Por isso, o volante não apareceu mais aos treinamentos da equipe. A comissão técnica manifestou compreender o temor do jogador e permitiu que ele só retorne às atividades no clueb quando se sentir à vontade. Kanté tem recebido orientações e listas de exercícios para cumprir em casa.

MAIS SOBRE:

futebolChelseaCampeonato Inglês de Futebolcoronavírus
Comentários