Com título francês, América do Sul fica atrás da Europa ao menos até 2030

França conquistou seu segundo título exatamente 20 anos depois da vitória de 1998

Neste domingo o mundo conheceu seu mais novo bicampeão: a França. Com uma bela atuação ofensiva, o time sofreu pouco diante da Croácia e conquista seu segundo título exatamente 20 anos depois da vitória de 1998, quando venceu em casa. 

+ Despedida dos memes: França supera Croácia e é campeã da Copa do Mundo

+ Ronaldinho Gaúcho e Neymar viram memes no encerramento da Copa​

+ Varane, que esnobou Zidane por prova, vira líder da França aos 25 anos

Após uma vitória por 4 a 2 sobre a Croácia, a França se junta ao Uruguai e a Argentina, todas com duas taças na conta. Além, é claro, de deixar a Inglaterra e a Espanha para trás, donas de uma conquista cada uma.

Com a conquista francesa, a Europa vai para sua 12ª conquista na Copa do Mundo, a quarta consecutiva. São três de vantagem para a América do Sul, onde o Brasil venceu cinco vezes e o Uruguai e Argentina levantaram a taça duas vezes cada.

Sendo assim, a América do Sul só terá chance de igualar os troféus, no mínimo, no Mundial de 2030. Para isso, um representante terá de vencer no Catar em 2022 e também nos Estados Unidos, Canadá e México em 2026.

 

MAIS SOBRE:

FutebolfutebolCopa do Mundo Rússia 2018 [futebol]
Comentários