Conmebol diz que árbitro de vídeo é 'ferramenta para fazer justiça no futebol'

Entidade implementa novidade a partir da semifinal da Libertadores

Relacionadas

O presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez, definiu nesta sexta-feira o sistema de árbitro de vídeo (VAR) como uma "ferramenta para fazer justiça no futebol", em discurso durante o encerramento do primeiro curso de capacitação de árbitros sul-americanos nesta tecnologia, que será aplicada na Taça Libertadores.

"Com a implementação desta tecnologia, estamos dando um passo gigantesco para o desenvolvimento porque somamos uma ferramenta para fazer justiça no futebol. Assim os parabenizo por este curso e peço que continuem a se capacitar para que estejam cada vez mais preparados", afirmou Domínguez durante o ato.

O evento, realizado nas instalações da Conmebol, na área metropolitana de Assunção, serviu para entregar aos árbitros os certificados de capacitação após o curso intensivo de uma semana.

O presidente da Comissão de Arbitragem da Conmebol, Wilson Luiz Seneme, afirmou que o VAR "é uma grande aposta da Conmebol, de modo a evitar erros dos árbitros e ser de grande ajuda para a justiça no futebol".

O árbitro de vídeo será utilizado pela primeira vez em competições da Conmebol nas semifinais da Libertadores, que ainda não têm data definida. O sistema estará presente na partida entre Grêmio e Barcelona de Guayaquil e também no confronto argentino entre River Plate e Lanús.

A capacitação dos árbitros consistiu em provas e jogadas reais nos simuladores de cabine do sistema, com as instruções de instrutores Fifa. 

MAIS SOBRE:

FutebolWilson Luiz SenemeLibertadores [Copa Libertadores da América]FIFA [Federação Internacional de Futebol]Conmebolfutebol
Comentários