Conmebol faz homenagem e Galvão Bueno 'narra' final da Libertadores

Narrador teve de ser substituído da tranmissão da Tv Globo depois de sofrer um mal-estar em Lima

Relacionadas

Um dos principais nomes da narração esportiva do Brasil, Galvão Bueno foi homenageado pela Conmebol depois de não conseguir narrar a vitória do Flamengo sobre o River Plate, que garantiu o título da Libertadores ao rubro-negro. Em seu perfil em português, a entidade fez uma montagem com áudios antigos para simular uma nova narração dos dois gols marcados por Gabigol.

'Uma homenagem a quem narrou tantas e tantas finais de Libertadores!', diz a postagem que já com vídeo, que já foi exibida mais de 40 mil vezes.

Galvão Bueno está internado na Clínica Anglo-Americana, em Lima, desde quinta-feira depois de passar por um cateterismo para desobstrução de uma artéria coronariana. O narrador de 69 anos sofreu um mal-estar dois dias antes da final da Libertadores, partida que transmitiria pela TV Globo, e teve de ser substituito por Luis Roberto. 

Em suas redes sociais, o jornalista já disse estar com alta determinada e deve embarcar nesta terça-feira de volta ao País. Já estou com a alta determinada e, se Deus quiser, terça-feira já estarei no Brasil. Mais uma vez, muito obrigado a todos por todas as mensagens, orações e pensamentos positivos. E até breve na tela da Globo."

Ele também fez questão de exaltar os títulos da Libertadores e do Campeonato Brasileiro garantidos pelo Flamengo no fim de semana. "Que fim de semana esportivo foi esse. A nação rubro-negra enlouqueceu. O Flamengo conseguiu um feito inédito. Dois títulos em um só final de semana. Bicampeão da Libertadores e heptacampeão brasileiro. E eu, tão acostumado a estar nas decisões, estava me recuperando no hospital aqui em Lima. Parabéns, Flamengo. Faça festa mesmo, nação rubro-negra."

MAIS SOBRE:

futebolConmebolGalvão BuenoFlamengoLibertadores [Copa Libertadores da América]
Comentários