De arrepiar: 65 mil torcedores cantam o hino em apoio a seleção iraquiana

A FIFA vai decidir dia 16 de março se retira ou não a sanção por completo

Relacionadas

Em 2013 a Fifa proibiu que a seleção do Iraque disputasse jogos em casa. A decisão foi parcialmente retirada em junho de 2017, com o cenário de violência tendo melhorado um pouco em algumas das regiões do país. Mesmo depois de todos esses anos de proibição o povo iraquiano voltou a frequentar as partidas disposto a demonstrar toda sua paixão ao esporte. 

Companhia aérea reclama sobre não poder sobrevoar área da residência de Messi

Boxeador acusado de assassinar seu pai é pego vendo TV na cama de vizinho

Atacante doa mil ingressos para crianças do Complexo do Alemão verem 'Pantera'

O Iraque recebeu a Arábia Saudita para um amistoso no recém construído estádio local, que tem a capacidade para 65 mil torcedores. Mesmo sem os atletas que atuam em clubes europeus, por uma questão da agenda da Fifa, a festa da multidão não foi abalada. Pelo contrário. Tanto os jogadores quanto o público presente fez questão de acompanhar a execução do hino nacional iraquiano.

Em campo, não dava para esperar um resultado diferente. Ainda que a Arábia Saudita vai se fazer presente na Copa do Mundo da Rússia. Embalado em todo esse apoio, o time da casa goleou por 4 a 1. 

Veja a festa abaixo:

A FIFA vai decidir no dia 16 de março se retira ou não a sanção por completo, em vigor desde 1990 e recentemente levantada em 2012.  O presidente da Confederação Asiática de futebol, Salman Al-Khalifa, foi quem fez o pedido para que seja novamente permitida a recepção de equipes estrangeiras, em jogos oficiais, no país. 

MAIS SOBRE:

futebol Fifa [Federação Internacional de Futebol] Iraque [Ásia] Arábia Saudita [Ásia]
Comentários