De mão, legal ou contra? Jornais argentinos analisam gol de Borré, 1º do River

Gol que abriu o placar do River Plate criou polêmica sobre possível irregularidade

Relacionadas

Após a derrota por 2 a 1 no segundo jogo da semifinal da Libertadores, o Grêmio acabou eliminado pelo River Plate na noite da última terça-feira. Os dois gols dos argentinos, no entanto, foram polêmicos. Aqui, o FERA reúne o que disseram os jornais do país vizinho sobre as possíveis irregularidades.

"Por que se queixam tanto no Brasil?", questiona o título da matéria do Olé, o principal jornal esportivo da Argentina. No texto, mostram uma imagem congelada da SporTV que sugere um toque de braço no primeiro gol do River Plate e que tem viralizado entre os torcedores gremistas.

"Renato, técnico do Grêmio, acusou o terceiro árbitro de favorecer o rival: sim, algo que ninguém esperava", escreve. Depois, apresenta uma fala do treinador reclamando do gol marcado aos 36 do segundo tempo quando, em uma dividida de cabeça, a bola acaba tocando no braço de Rafael Borré

"Estou com muita raiva de ser eliminado assim. A Conmebol diz que gasta milhões de dólares com o VAR, para isso? O Grêmio foi roubado", disparou. O La Nación, outra publicação do país, elogia o atacante colombiano, mas admite que o gol marcado por ele foi irregular.

"Marcou contra o Racing, marcou contra o Independiente, marcou a esperança contra o Grêmio, embora em seu gol a bola tenha sido desviada no braço direito, algo que não foi notado pelo árbitro ou pelo VAR", analisa.

Por fim, o Clarín também dedica uma matéria inteira sobre a suposta irregularidade do primeiro gol dos argentinos. Primeiro, eles mostram a imagem reproduzida na televisão que "coloca em dúvida" se o gol foi mesmo com a cabeça. Depois, vão além e especulam a possibilidade de que o gol foi contra.

"Algo mais é observado: um fato no ângulo que colocou o braço do atacante para a frente. E isso é ainda mais claro em uma foto da agência AFP. Lá é visto que, em sua tentativa de marcar, Jael poderia ter tocado na bola e feito um gol contra", escreve.

Dê sua opinião!

 

MAIS SOBRE:

FutebolLibertadores [Copa Libertadores da América]Grêmioarbitragem esportivaRiver PlatefutebolRafael Borré
Comentários