Demitido após título, Ranieri rejeita convite do Leicester: 'não, obrigado'

Atualmente à frente do Nantes, na França, o italiano foi firme: nada de voltar

"Ai, que saudades do meu ex!". Este deve ter sido o pensamento da diretoria do Leicester quando resolveu convidar Cláudio Ranieri para retornar ao cargo de técnico do clube. A resposta do treinador, no entanto não deve ter agradado. Atualmente à frente do Nantes, na França, o italiano recusou o convite pelo telefone com um "não, obrigado".

+ Dez possíveis motivos para Neymar ter se arrependido de ir para o PSG

Antes de dérbi, Alexandre Frota pede paz nos estádios, mas paga mico

Lutadores criticam postura de Colby Covington no UFC e prometem vingança

A tentativa do clube inglês foi revelada pelo próprio treinador em entrevista ao jornal Corriere dello Sport nesta terça-feira (31).  De acordo com ele, o convite foi feito por telefone logo após a demissão de Craig Shakeaspere da direção técnica.

Juntos, Ranieri e Leicester fizeram história. Na temporada 2015/16 da Premier League, o italiano conduziu o modesto elenco dos foxes a um dos mais improváveis títulos de todos os tempos. Depois do feito, Ranieri foi eleito pela Fifa como melhor técnico da temporada.

Torcedor do Boca tenta passar para setor mais caro e fica preso em buraco

Após choque, argentino leva 10 pontos no pênis; assista ao lance

A campanha espetacular não foi suficiente para impedir sua demissão. Apenas 45 dias depois de ser eleito o treinador do ano, Ranieri foi dispensado pelo Leicester em fevereiro.

Agora, o italiano luta para tentar repetir o feito no campeonato francês. No comando do modesto Nantes, ele ocupa a quinta posição da Ligue 1 e está a nove pontos de distância do líder PSG.

Na 11ª posição da Premier League, o Leicester contratou o treinador francês Claude Puel para a sequência da temporada.

MAIS SOBRE:

futebolNantes [França]FIFA [Federação Internacional de Futebol]Paris Saint-Germainfutebol
Comentários