Depois de censurar a Roma, TV iraniana faz o mesmo com escudo do United

O símbolo do clube inglês não estava na versão atual, adotada em 1998

Relacionadas

O Paris Saint-Germain venceu por 2 a 0 o Manchester United na última terça-feira. Por se tratar de um jogo da Liga dos Campeões, vários países do mundo comentaram o jogo válido pelas oitavas de final. Um deles, em específico, chamou a atenção por ter mudado o escudo do clube da Inglaterra: o Irã.

O jornal da televisão estatal analisava a partida nesta quarta-feira quando um fato curioso apareceu atrás do apresentador sentado na bancada. O símbolo do Manchester não estava na versão atual, adotada em 1998, mas sim com o modelo usado pelo clube na década de 60.

Não foi uma simples confusão, mas sim uma alteração proposital. O motivo? A censura religiosa do país asiático proíbe a utilização de imagens que tenham a figura do diabo. Conhecidos como os Red Devils, a equipe adotou a figura do diabo como símbolo do clube por sugestão do ex-treinador Matt Busby.

O britânico que comandou o United de 1945 até 1971 se inspirou em uma equipe de rúgbi francesa que jogava toda de vermelho e tinha o apelido de "Les Diables Rouges" (Os Diabos Vermelhos). O novo mascote foi inserido no escudo na forma de um diabo vermelho segurando um tridente.

Apesar das mudanças, um elemento mantido foi o barco na parte superior do símbolo. A imagem representa a cidade de Manchester como um polo mercantil e faz referência ao Manchester Ship Canal, um rio de 58 km de comprimento que liga a Inglaterra ao mar da Irlanda.

Não é o primeiro caso

O emblema do adversário do Porto nas oitavas de final da Liga dos Campeões, a Roma, também conta com uma imagem censurada: os irmãos gêmeos Rômulo e Remo sendo amamentados pela Loba Capitolina, o que é também é censurado pelo governo iraniano. Na ocasião, a imagem foi borrada.

 

 

MAIS SOBRE:

futebolParis Saint-GermainManchester United Football ClubLiga dos CampeõesreligiãoRoma [Associazione Sportiva Roma]Irã [Ásia]censura
Comentários