Derrota de Neymar: Rádio diz que Cavani seguirá como batedor de pênaltis do PSG

Atacantes discutiram feio por causa de uma cobrança no jogo contra o Lyon

Relacionadas

Apesar da insatisfação de Neymar, o uruguaio Edinson Cavani continuará sendo o batedor de pênaltis oficial do Paris Saint-Germain, segundo informações divulgadas nesta terça-feira pela emissora de rádio francesa "RMC".

Segundo a rádio, no curto prazo será mantida a hierarquia atual, apesar das rusgas entre os dois atacantes. O brasileiro, contratado em agosto pelo valor recorde de 222 milhões de euros se mostrou irritado no último domingo, durante a vitória sobre o Lyon por 2 a 0, quando Cavani, no clube desde 2013, não o deixou cobrar uma penalidade sofrida por Mbappé. No momento do pênalti, o clube vencia por 1 a 0. O camisa 9 pegou a bola, negou-se a entregá-la a Neymar, mas teve o chute defendido pelo goleiro Anthony Lopes.

A "RMC" revelou que o presidente do clube parisiense, o catariano Nasser Al-Khelaifi, reuniu-se em separado com Neymar e com Cavani. Está previsto que os atletas conversem com o técnico Unai Emery e com o diretor esportivo Antero Henrique. "O presidente do PSG quer estar a par deste debate e acompanhar o assunto muito de perto", publicou a rádio, que informou que os dois atletas foram fortemente repreendidos pelo volante Thiago Motta.

Também nesta terça, o jornal "L'Équipe" disse que a tensão entre Cavani e Neymar foi tão elevada que eles quase chegaram às vias de fato no domingo, após a vitória no Parc des Princes. A origem seria a disputa por prêmios por gols marcados.

O uruguaio, que marcou 49 gols na última temporada, receberá 1 milhão de euros em bônus caso seja o artilheiro do Campeonato Francês, como já aconteceu na campanha passada.

A rádio francesa divulgou ainda que a diretoria do PSG planeja incluir novos prêmios para motivar os dois atletas, não apenas relacionados a gols, mas também a outros aspectos, como assistências.

MAIS SOBRE:

FutebolNeymarParis Saint-GermainKylian MbappéUnai EmeryNasser Al-KhelaififutebolEdinson Cavani
Comentários